Publicidade

Estado de Minas

Sobrevivente de queda do Globocop apresenta melhora no quadro clínico

Miguel Brendo Pontes Simões, 21 anos, foi submetido a uma cirurgia no abdômen para retirada de compressa e drenagem do tórax


postado em 26/01/2018 13:07

No impacto, Miguel sofreu uma fratura na perna direita, lesões graves no abdômen, com perda do baço, e traumatismo no rosto, incluindo fratura da mandíbula(foto: Facebook/Reprodução)
No impacto, Miguel sofreu uma fratura na perna direita, lesões graves no abdômen, com perda do baço, e traumatismo no rosto, incluindo fratura da mandíbula (foto: Facebook/Reprodução)
 
 
Miguel Brendo Pontes Simões, 21 anos, apresentou melhora no quadro clínico, informam os médicos no boletim médico divulgado nesta sexta-feira (26/1). O paciente permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Restauração (HR), no bairro do Derby, em estado grave. Na quinta-feira ele foi submetido a uma cirurgia no abdômen para retirada de compressa e drenagem do tórax. 
 

Miguel está sedado, respira com a ajuda de aparelhos e faz uso de drogas vasoativas. Na última quarta-feira, ele realizou uma tomografia no crânio e na cervical e foi constatado que não será necessário novas intervenções cirúrgicas. 

Miguel era um dos tripulantes do helicóptero que caiu na praia do Pina, na manhã de terça-feira (23), e estava sentado no banco de trás da aeronave no momento da queda. No impacto, ele sofreu uma fratura na perna direita, lesões graves no abdômen, com perda do baço, e traumatismo no rosto, incluindo fratura da mandíbula. A vítima foi retirada do mar por populares e chegou ao HR às 6h50, indo diretamente para o bloco cirúrgico. Devido à gravidade dos ferimentos, não houve tempo de fazer nenhum exame. 

A cirurgia começou às 6h55 e foi concluída pouco antes das 13h. A equipe de traumatologia do HR atuou de forma simultânea, Miguel foi operado por um cirurgião buco-maxilo, um cirurgião-geral, um cirurgião-vascular, um neurologista e um ortopedista. O procedimento durou quase seis horas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade