Foliões protestam contra a mudança de local do bloco Suvaco da Asa

Após 10 anos de festa no Cruzeiro, o bloco vai se apresentar no Eixo Monumental, em frente à Funarte. Mudança foi motivada, principalmente, pela reclamação de moradores

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/01/2016 00:45

 

 

No ano em que o tradicional bloco de rua Suvaco da Asa completa 10 anos, muitos foliões não estão nada satisfeitos com a mudança de local da apresentação -- a festa vai tomar o Eixo Monumento, em frente à Funarte, e não mais no Cruzeiro. No Facebook, até a publicação dessa matéria, mais de 1,5 mil pessoas se disseram interessadas no evento "O Suvaco é aqui! Dia 23, no local de sempre, às 13h! Mudar por que? Traga seu isoporzinho e vamos curtir!".

Segundo a descrição do evento, trata-se de "um protesto pacífico quanto a mudança do local do Suvaco da Asa". "Não sabemos o real motivo, mas foi repentino e estranho. O Cruzeiro não serve mais? Fomos o melhor anfitrião que o bloco pode ter, por isso, vamos com nossos isoporzinhos para o local original do Suvaco. Quem quiser ajudar, mande mensagem! Compartilhem e mostrem a vontade de manter o Suvaco no local original", explicava o texto.



Segundo Pedoro Moreira, um dos organizadores do Suvaco da Asa, um dos motivos para mudança de local do bloco foram as reclamações do moradores do Sudoeste Econômico. "Eles levantaram queixas quanto a desordem, carros estacionados irregularmente etc. Isso gerou um contato com o Ministério Público, que fez a recomendação para que buscássemos um local alternativo", disse.

Dessa forma, o Suvaco vai de mudança -- ainda que não definitiva -- para o Eixo Monumental. "Buscamos fazer o evento na Funarte para ser mais confortável ao público, ter meio de acesso fácil e, assim, conseguimos sanar boa parte dos problemas que vínhamos enfrentando", afirma Pedro. "Muitos moradores do Cruzeiro e de outras regiões ficarão chateados, pois é uma tradição. Adoraríamos continuar essa tradição, principalmente se fosse ainda aquele bloco de mil pessoas, mas não é mais assim", explica o organizador.

Sobre o evento paralelo que deve ocorrer no Cruzeiro, Pedro diz que isso é "muito legal". "Carnaval é uma festa popular. Criamos um bloco e ele foi muito feliz durante 10 anos no Cruzeiro. Espero que façam mesmo algo novo. Tem que ter isso na cidade", afirmou.


Para Francisco Sousa Corrêa, idealizador do evento em protesto à mudança do Suvaco, a alteração no local do bloco foi uma surpresa. "Estávamos combinando como todo ano onde ficaríamos e, de repente, chegou a notícia. Sou morador do Cruzeiro há 44 anos e nosso grupo de amigos nunca faltou ao evento", explica. "Em conversas com amigos, eles estavam muito chateados com a mudança e como costumo ser procurado como uma liderança comunitária lancei a ideia do evento", completa.

Sobre os motivos que levaram o Suvaco da Asa a sair do Cruzeiro, Francisco acredita o pós-festa seja realmente um complicador, no entanto com planejamento poderia ser resolvido. "Vejo a falta de programação do poder público como o maior culpado. Quanto às reclamações, não creio que tenha sido apenas isso. São 10 anos de Suvaco e por que só agora ocorreu? Acredito que o crescimento tenha animado os organizadores a fazer em um espaço maior e não os critico por isso. No entanto, faltou sensibilidade com aqueles que se mantiveram fiéis ao bloco", conta.

Francisco, no entanto, ainda está preocupado com a rápida resposta do público a um novo evento no Cruzeiro. "Não há nada programado e em menos de 2 horas já tínhamos 1,4 mil pessoas confirmadas. Amanhã, vou até a administração regional ver a possibilidade de ter alguma coisa no local, pois as mensagens que recebo dão como certa a presença de alguns moradores", explica.

Se você não se importa em qual lugar será o Suvaco e só quer mesmo se divertir, comece a decorar o hino do bloco:

Coceira no Suvaco
(Frevo de Fábio Liberal e Zezinho das Candongas)

O frevo é igual uma coceira,
Quando começa ninguém quer mais parar,
Coça aqui, coça ali, ai, ai
Coça acolá
Quanto mais a gente coça
Mais tá querendo coçar

Coça, coça, minha gente,
Ai que coceira profunda,
Vai coçando mais prá baixo,
Coça aqui na minha bunda.
Que coceirinha gostosa,
Coça aqui que é meu fraco,
Fico todo arripiado
Quando coçam o meu Suvaco!

Coçá, coçá,
Coçá, coçá, coçá,
Quá, quá, quá, quá, quá
Quá, quá, quá, quá, quá
A turma é mesmo boa,
É do balacobaco,
Suvaco, Suvaco, Suvaco!!!!

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.