Cordão da Bola Preta deve arrastar mais de 1,5 milhão de foliões no Rio

Serão três trios elétricos, animados por uma banda com 40 músicos, que tocarão machinhas e sambas-enredo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/02/2016 07:02

Fernando Frazão/Agencia Brasil.


Nas ruas desde 1918, o tradicional Cordão da Bola Preta desfila hoje, das 9h às 13h, pelas ruas do Centro do Rio de Janeiro, e promete arrastar mais de 1,5 milhão de foliões. Além da madrinha, Maria Rita; do padrinho, Neguinho da Beija Flor; da porta-estandarte, Leandra Leal; e da musa Selminha Sorriso, neste ano, a agremiação traz novidades na Corte de abertura. João Roberto Kelly foi convidado como embaixador e a funkeira Ludmilla é a nova rainha. Serão três trios elétricos, animados por uma banda com 40 músicos, que tocarão machinhas e sambas-enredo.

Emocionada em participar pela primeira vez da festa, a cantora Ludmilla declarou estar muito feliz e honrada em ser rainha do maior e mais antigo bloco de carnaval do país. “Só tenho a agradecer a confiança e o carinho de todos os envolvidos. Quero ver todo mundo se divertindo e cantando com a gente”, comentou. Veterana da festa, a atriz Leandra Leal passou a semana deixando mensagens nas redes sociais nas quais declara seu amor pelo bloco. Em vídeo, Leandra garante que estará no Bola Preta e destaca que é “o bloco mais bonito, maior e mais tradicional do país”. “Faltam dois dias para um dos momentos mais felizes do meu ano! O desfile do meu querido e amado Bola Preta! É uma honra carregar o estandarte do maior e mais tradicional bloco do Brasil!”, postou na última quinta-feira.

Leia mais notícias no especial de carnaval

Referência turística, o Bola Preta foi tombado Patrimônio Cultural Carioca por ser um dos mais antigos blocos de carnaval do país e último representante remanescente dos antigos Cordões Carnavalescos que existiam no Rio de Janeiro no início do século 20. O nome foi dado por um dos fundadores, Álvaro Gomes de Oliveira (Caveirinha), que se encantou ao ver passar uma mulher com vestido branco de bolas pretas. Anualmente, o Bola disputa com o Galo da Madrugada, no Recife, o título de maior bloco de rua do Brasil. No ano passado, segundo os organizadores, mais de 2 milhões de cariocas e turistas participaram da festa. Em Pernambuco, o público foi de 1,3 milhão.

Diversão
Além do Bola Preta, outro bloco que arrasta multidões se apresentará no Rio de Janeiro hoje, às 16h. Sem carro de som e com os pés no chão, os músicos — profissionais e amadores — da Banda de Ipanema farão a festa com os instrumentos de sopro e percussão. Este ano, a banda homenageia, entre outros personagens marcantes do carnaval carioca, o Mestre Candonga, morto em 1997. À noite, acontece no Sambódromo o desfile das escolas de samba da Série A, grupo de acesso ao especial. Ontem, a bloco Carmelitas abriu a festa com desfile pelas ruas de Santa Teresa. Cerca de 10 mil pessoas participaram da folia no tradicional bairro carioca.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.