Publicidade

Estado de Minas

Encontro tradicional de maracatus reúne milhares no interior pernambucano

Uma das atrações de 2018 foi o grupo Coração Nazareno, fundado em 2004, e composto por 70 mulheres.


postado em 12/02/2018 12:52

(foto: Roberto Fonseca/CB/D.A Press)
(foto: Roberto Fonseca/CB/D.A Press)
 
 
Nazaré da Mata (PE) - Com direito à coroação da miss da cidade, o tradicional encontro de maracatus do interior pernambucano reuniu um público estimado de 10 mil pessoas, segundo avaliações da Polícia Militar, ao redor da Igreja Nossa Senhora da Conceição, na manhã desta segunda-feira (12/2) de carnaval. A partir das 10h, 36 grupos de apresentaram em Nazaré da Mata, distante 58 km do Recife.

Uma das atrações de 2018 foi o grupo Coração Nazareno, fundado em 2004, e composto por 70 mulheres. Conduzido pela mestra Cristiane Mota, 36 anos, o bloco prega uma mensagem de combate à violência contra a mulher. “Sem dúvida, é uma honra abrir as apresentações. Queremos passar uma mensagem de respeito à mulher em um momento de grande transformação na nossa sociedade. As crianças precisam crescer sabendo que homens e mulheres são iguais e que a violência doméstica, a mais silenciosa de todas, não pode ser tolerada”, diz Cristiane, que é professora.

Segundo Cristiane, a segunda-feira de carnaval em Nazaré da Mata é a coroação de todo um trabalho realizado. “Começamos os ensaios e as montagens das fantasias em novembro. O encontro de maracatus é um momento de muito especial para os trabalhadores rurais, que se sentem valorizados e respeitados por difundir a nossa cultura.”

O mestre de obras Carlos da Silva, 36 anos, também se faz sempre presente à festa. Ele junta dinheiro o ano todo para gastar no carnaval e na confecção da roupa de caboclo para se divertir. “O maracatu Leão da Mata Norte é o mais animado que se tem. Fevereiro é o mês que todos nós esperamos. É quando deixamos a nossa dura realidade do dia a dia de lado para sonhar um pouco”, comenta.

A festa em Nazaré termina nesta terça-feira (13/2), com apresentações de mais grupos de maracatus e muito frevo nos palcos montados ao redor da igreja central, na tradicional Praca do Frevo.

O repórter viajou a convite do Governo de Pernambuco e da Prefeitura do Recife.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade