cidades df

Padre Alessandro Campos celebra missa ao som de música sertaneja Sacerdote jovem, que também é tenente, faz sucesso na capela da Paróquia Militar criando letras com mensagens cristãs para canções de raiz, que ele mesmo toca ao violão

Erika Klingl

Publicação: 02/07/2009 09:23 Atualização: 02/07/2009 14:28

A igreja do Colégio Militar só foi inaugurada oficialmente em 22 de maio deste ano. No entanto, na última terça-feira, já não cabiam mais fiéis dentro da capela da Paróquia Militar São Luiz Gonzaga e Santa Rita de Cássia. Os corredores estavam tomados e foi necessário buscar cadeiras da escola para acomodar as pessoas. Mesmo com os bancos emprestados, muitos tiveram que assistir à missa em pé. E não era uma missa qualquer. Foram quase duas horas de celebração.

Padre Alessandro sabe que marca presença (Breno Fortes/CB/D.A Press)
Padre Alessandro sabe que marca presença
Engana-se quem pensa que alguém saiu mais cedo ou aparentava cansaço no fim da liturgia. “A gente nem vê o tempo passar quando está aqui”, comenta a comerciante Erivalda Gomes, de 40 anos. Moradora do Lago Norte, toda terça-feira, ela chega mais tarde em casa. O motivo do atraso é o padre Alessandro Correia de Campos e a missa carismática que ele celebra toda semana. Com apenas 27 anos, o padre é o novo sucesso da corrente carismática(1) católica no Distrito Federal. “Conheço ele desde que virou padre aqui em Brasília. Gosto porque é muito animado e diferente daqueles padres tristes e que dão até sono”, brinca Erivalda.

Na missa de Alessandro é mesmo difícil ficar parado. São muitas músicas evocando a doutrina católica. Sempre que possível, com o pé na roça. Alessandro é do interior de São Paulo e adora uma moda de viola. Tanto que as missas de maior sucesso são sertanejas, quando ele usa músicas de raiz e transforma as letras em mensagens cristãs. Até hoje, ele celebrou duas desse jeito. Mas, a partir de agosto, pretende produzir uma missa sertaneja por mês.

E, como um animador de auditório, o padre cobra a participação de todos. “Ih, hoje está muito fraco! Estou me sentindo em frente a um caixão no meio de um velório. Vamos bater palmas para Nossa Senhora e nos animar”, provocou, logo no início da celebração. Não à toa, das quase duas horas de orações, pelo menos uma foi destinada ao canto de músicas cristãs. Entre as canções escolhidas, destacavam-se a de ídolos do movimento carismático como Padre Zezinho e Padre Fábio Melo(2).

Além do carisma e da simpatia, o jovem padre chama atenção das mulheres por ser charmoso. Moreno, alto e magro, ele está acostumado com os galanteios. “Aceito os elogios, mas nunca me esqueço do meu objetivo aqui. Sou padre e sirvo a Deus”, garante.

A estudante de direito Gizele Damasceno Pereira, de 23 anos, personifica o que muitas fiéis pensam a esse respeito: “É a primeira vez que eu venho à missa dele. O padre é mesmo muito bonito. Na verdade, nem parece padre. Mas a gente tem que respeitar a missão dele”. Na última missa, mais de 70% dos fiéis eram mulheres. E o padre aproveitou para brincar com o fato: “Quero mais força e concentração nas palavras de Deus. Fechem os olhos e não fiquem olhando para o padre. Ele já é casado”.

Contraste
A alegria da missa contrasta com o ambiente da celebração. A paróquia recém-inaugurada fica dentro do Colégio das Forças Armadas, campeão em disciplina e em notas quando comparado com as mais de 600 escolas públicas do DF. Ainda mais curioso é o fato de o padre Alessandro ser tenente do Exército Brasileiro, com direito a farda camuflada e tudo mais. Há um ano, ele está no Colégio Militar. Três vezes por semana, usa farda e provoca: “Tenho até arma”. Diante dos olhares chocados da repórter, se corrige: “É brincadeira. Não ando armado, mas também nunca me esqueço das minhas origens. Não posso esquecer que sou padre e não posso esquecer que sou militar”.

Até a chegada dele no colégio, os padres frequentavam a instituição de ensino esporadicamente e usavam o auditório ou uma pequena capela do lugar. Com a presença constante do padre Alessandro no colégio, foi necessário expandir o ambiente das celebrações. Uma antiga marcenaria serviu de estrutura para a paróquia.

“Comecei a vir aqui quando ainda era um galpão, e desde então ajudo a arrecadar dinheiro para as reformas”, conta a cabeleireira Lurdes Sonada, de 56 anos. Toda terça-feira, Lurdes deixa o salão aos cuidados da amiga Edna Francisca de Oliveira, 37 anos, e passa o dia na cozinha. Entre 6h e 16h, ela produz vatapá de frango, cachorro-quente e caldos. “Todo o lucro vai para a paróquia”, afirma. Na reforma, ainda falta trocar os vidros por vitrais e construir uma torre para colocar o sino.

Alessandro — que se intitula “um soldado do Senhor” — é um prodígio. Soube que queria ser padre aos 7 anos. “Sempre ia à missa com a minha avó, que reza, ainda hoje, com mais de 80 anos, 23 terços por dia”, lembra. “Um dia olhei para o padre Orfeu lá em Mogi das Cruzes e cheguei à conclusão de que queria ser como ele.” O padre italiano já faleceu. Aos 13 anos, Alessandro entrou no seminário e, com 24 anos, foi ordenado. Vale destacar que a idade mínima para ser padre é 25 anos.

Joana Miguel, avó de Alessandro, foi peça fundamental na formação do jovem padre. Quando ele nasceu, a mãe, Maria de Fátima Correia, mal tinha completado 15 anos e era mãe solteira com o bebê nos braços. A avó já viu o neto como padre. “Ela veio na inauguração da nossa paróquia e ficou muito orgulhosa”, conta ele.

A missa com o Padre Alessandro Campos é celebrada toda terça-feira às 19h.


1 - CARISMÁTICO
Renovação Carismática é manifestação da igreja católica sem grupo ou fundadores definidos. A origem do movimento vem de um retiro espiritual realizado em 1967 nos Estados Unidos. Em seguida, surgiram reuniões, seminários, encontros e grupos de orações ligados à renovação. O primeiro congresso americano contou com 100 participantes. Quatro anos depois, já eram 12 mil fiéis. A renovação se espalhou por todo o mundo e ganhou forças em encontros religiosos.

2 - PADRE FÁBIO MELO
O mais novo ídolo da música católica brasileira, faz sucesso em todo o país com shows de músicas aclamadas pelo público, como os hits do CD Vida, que beira os 700 mil exemplares vendidos. Fábio tem 37 anos e nasceu na cidade de Formiga, interior de Minas Gerais. Ele é mestre em antropologia teológica e hoje canta e dá palestras.

Esta matéria tem: (16) comentários

Autor: Handerson Santos
Conheço Pe Alessandro a algum tempo, msm antes de se ordenar padre!Sempre teve esse jeito alegre em celebrar missas, celebrava todas as quintas feiras lá em minha comunidade(Rec das Emas), na São Gabriel, estamos com saudades, aparece por lá!Parabéns que o Deus o unja cada vez mais para o servir... | Denuncie |

Autor: Maria Santos
Que Deus continue derramando bençãos e graças sobre o Padre Alessandro, que celebra missas de cura e libertação cheias do amor de Deus. | Denuncie |

Autor: sueli mariano
Padre Alessandro. Que Deus o abençoe muito, que nunca o Sr se deixe desaminar nesta sua caminhada. Continue sendo esta pessoa abençoadíssima por Deus e cheia de Espirito Santo. e Por onde passar deixe sempre uma luz par | Denuncie |

Autor: sueli mariano
Nossa Igreja está sendo transformada e renovada, Graças a Deus que temos Padre jovem , carismático e ungido por Deus e Cheio do Espirito Santo. E com toda certeza ainda irá evangelizar muitas e muitas pessoas. Q | Denuncie |

Autor: vania oliveira
Frequento a missa do Pe Alessandre. É uma alegria imensa. Saio cheia de oração com o coração aliviado. Parabéns ao Colégio Militar por tê-lo como missionário da palavra de Deus. Temos que rezar muito pelo Pe Alessandro, para que Ele prossiga nessa Jornada. Só temos que agradecê-lo. | Denuncie |

Autor: ml ml
Tomara que a alegria com que o Pe. Alessandro celebra suas missas, faça com que a Igreja se renove. Afinal de contas, foi uma "mãe solteira", que a Igreja tanto condena, que deu à luz a um menino que se tornou essa pessoa maravilhosa que é o Pe. Alessandro. | Denuncie |

Autor: marcos souza
Já frequentei varias missas do Padre Alessandro.Realmente é uma nova doutrina de ensinamentos com mais alegria e diferente dos padres (sem querer criticar) que estendem seus sermões e muitas vezes se tornam repetitivos.Parabéns Pe. Alessandro. | Denuncie |

Autor: Orlando Castro
Olá! Como católico sempre dou graças a Deus, reportagens como essa mostrando como o Catolicismo é lindo. Estou enviando a reportangem há várias pessoas. Gostaria apenas de uma observação, referindo-me à Repórter no caso a Erika, quando escreveru: E não era uma missa qualquer. | Denuncie |

Autor: Gicélia Silva
Gostaria de saber onde fica a Igreja, e qual o dia e o horário da missa. Obrigada. | Denuncie |

Autor: João Neto
hoje a missa tridentina é perseguida porque diferente dessa missa sertaneja ela tem somente cantos gregorianos, os fies não pulam não dançam, pelo contrario ficam ajoelhados. Perguntem a Dom João e ao padre Givanildo porque a missa tridentina foi proibida desobedecendo ordem do papa. | Denuncie |

Autor: João Neto
Cantores isso tudo é muito bonito, só não é propicio na santa missa que é a renovação do sacrifício de nosso senhor Jesus cristo no calvário,algumas alas da igreja hoje é moderna, o tradicional é perseguido, quando o santo padre papa Bento XVI promulgou o motu próprio Summarorum pontifi | Denuncie |

Autor: Ariadne Guedes
Queria saber o dia e horario das missas. Grata | Denuncie |

Autor: joelma silva
QUE MARAVILHA UMA PESSOA ASSIM NOS DIAS DE HOJE, ESTAMOS MESMO PRECISANDO DE EVEGELIZADORES DESSE TIPO....QUE DEUS ABENÇOE SUA CAMINHADA. | Denuncie |

Autor: Aline Rodrigues
A missa foi ótima mesmo! O Padre é bem alegre e comunicativo. Que Deus continue abençoando ele! | Denuncie |

Autor: Jaqueline Pereira
Acho muito importante que as Igrejas se renovem e tragam mais fiéis. Apoio totalmente a renovação carismática. | Denuncie |

Autor: Lydia Santana
Olá! Gosto do Pe Alessandro, ele tem um jeito simples e alegre de nos colocar mais perto de Deus! Também gosto do Pe Fábio, ele tem as palavras certas nas horas certas! Eles trazem inovações na Igreja Católica que convoca os jovens a participar e a praticar sua religiosidade! Abraço a todos! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.


  • Últimas notícias
  • Mais acessadas