publicidade

Dentro da prisão, homem decepa a cabeça do assassino de sua esposa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 12/01/2010 20:12 / atualizado em 12/01/2010 21:26

Ary Filgueira

Há um ano e meio na prisão, José Antônio Martins Pena, 22 anos, vai ser absolvido pela morte da esposa, mas terá que responder pelo assassinato do verdadeiro criminoso.

Leandro de Oliveira Vasconcelos, 25 anos, foi preso em Luziânia, na tarde de segunda-feira (11/1), acusado de roubo. Ele estava numa cela da Penitenciária de Luziânia, juntamente com José Antônio, quando começou a contar vantagem sobre um assassinato que teria cometido em julho de 2008.

Leandro disse que tinha ido a Santo Antônio do Descoberto, a mando de seu primo João Paulo, para matar José Antônio. Os dois disputavam a mesma mulher, Priscila Martins da Silva, 22 anos. Como não encontrou o alvo da morte encomendada, Leandro matou Priscila com dois tiros na cabeça. Quem acabou sendo preso pelo homicídio foi José Antônio.

Ao se dar conta de que dividia a cela com o assassino de sua mulher, José decapitou e retirou os olhos de Leandro com um estoque – artefato de ferro produzido na cadeia – e uma lâmina de barbear. Segundo policiais, por volta das 2h da manhã de terça-feira (12/1), José foi encontrado com a cabeça de Leandro nas mãos. No peito da vítima, o assassino escreveu com a lâmina a seguinte frase: "João Paulo, você é o próximo."

O delegado Rosivaldo Linhares, da Penitenciária de Luziânia, disse que José será absolvido da morte da esposa, mas agora terá de responder pelo homicídio cometido na cadeia.

publicidade

publicidade