cidades df

Em cima da hora, a programação de fim de ano da Esplanada saiu do papel

Lucas Tolentino

Publicação: 23/12/2010 08:00 Atualização:

Prainha do Lago Sul: apesar do patrocínio incerto, os dirigentes dos terreiros garantem que farão a festa a Iemanjá na Praça dos Orixás (Breno Fortes/CB/D.A Press - 29/9/06)
Prainha do Lago Sul: apesar do patrocínio incerto, os dirigentes dos terreiros garantem que farão a festa a Iemanjá na Praça dos Orixás
Em cima da hora, a programação de fim de ano da Esplanada dos Ministérios saiu do papel. Com muitas incertezas, a Secretaria de Cultura divulgou a lista de músicos que se apresentarão no coração da capital federal. As comemorações só param quando 2011 chegar. Os shows de cerca de 50 bandas diferentes começam neste sábado e vão até a véspera do ano-novo (veja quadro). Durante os sete dias do período, o tablado que será montado na altura da Catedral de Brasília sediará espetáculos para todos os gostos, do rock ao sertanejo. O mesmo palco será usado pelo governo federal para as comemorações da posse da presidente Dilma Rousseff.

A programação, no entanto, pode passar por mudanças. De acordo com a secretaria, a maioria dos artistas convidados não entregou a documentação necessária para a contratação e correm o risco de serem riscados da lista de atrações. Uma coisa é certa. A divisão das apresentações seguiu o estilo de cada cantor. A terça-feira será dedicada aos católicos, enquanto a quarta-feira se voltará para os espectadores evangélicos. Na próxima quinta-feira, será a vez do rock, com bandas de som pesado, como as brasilienses Galinha Preta e Plebe Rude.

Os organizadores do evento estimam que o público varie entre 30 mil e 60 mil visitantes a cada dia. No show da virada, o número deve subir para mais de 200 mil. O secretário de Cultura, Carlos Alberto de Oliveira, acredita que a posse da presidente eleita, Dilma Rousseff, em 1º de janeiro, vai engrossar a quantidade de pessoas que visitarão a Esplanada dos Ministérios durante o réveillon. “A cidade receberá comitivas de vários estados do país, com pessoas que participarão da posse. Esses turistas devem participar da festa ”, prevê o secretário.

A queima de fogos para receber 2011 não foi confirmada e o órgão não contabilizou a quantia necessária para arcar com as despesas de uma comemoração contínua de uma semana. O assessor de gabinete da Secretaria de Cultura, Ricardo Rocha, adianta que a quantia ficará abaixo dos gastos dispensados pelo Governo do Distrito Federal na passagem de 2009 para 2010. “Não será algo monumental, por questão de orçamento e responsabilidade de leis fiscais”, afirma.


O governo federal ainda não fechou o convênio que custeia a estrutura do réveillon da Prainha, no Setor de Clubes Sul. Os organizadores montaram a programação, mas não sabem se conseguirão recursos financeiros para a realização do evento. Representantes da Fundação Cultural Palmares, da instituição espírita Ilê Axé Odé Onisegum e da Federação Brasiliense e do Entorno de Umbanda e Candomblé se reúnem hoje à tarde para definir como será a festa dos adeptos às religiões de matriz africana.

Apesar da incertezas, a virada não passará em branco na orla do Lago Paranoá. Com ou sem dinheiro. A presidente da federação, Marinalva Moreira, garante que o cortejo a Iemanjá e o restante do ritual de boas-vindas a 2011. “Se a verba não sair, convocaremos todas as instituições. A nossa fé e a nossa confiança nos orixás valem muito mais”, afirma. O presidente da Ilê Axé Odé Onisegum, Ribamar Fernandes Veleda endossa, as palavras de Marinalva: “é uma data importante que não deixará de ser comemorada, independentemente das circunstâncias”.

O Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) facilitou o traslado das pessoas que fazem questão de visitar a Prainha no réveillon. No dia 31, o órgão ativará a Linha 103.1, que liga a Rodoviária do Plano Piloto ao local. Quem preferir comemorar a virada na Esplanada, poderá contar com um reforço no número de coletivos, de acordo com a demanda de passageiros. Na data, o metrô funcionará com horário ampliado, das 6h às 2h.


Confira a programação

Esplanada dos Ministérios
Dia 25 (sábado) — a partir das 16h
» Matuskela, Cuscuz Com Leite, Açaí com Guaraná, Fábio
Viana e Fabrício, Johnny e Rahony, Mania Amar, Faluja, Renato Matos, Jorge Aragão e Natiruts

Dia 26 (domingo) — a partir das 16h
» Célia Porto e Rênio Quintas, Banda Esquema Seis, Grupo Obsessão, Rafael Silva, João Henrique e Adriano, Pedro Paulo e Matheus, João Neto e Frederico e Roupa Nova

Dia 27 (segunda-feira) — a partir das 19h
» Só Pra Xamegar, Thais Moreira, Banda Imagem, Ricco e Barony, Roniel e Rafael, Maria Cecília & Rodolfo e Bruno & Marrone

Dia 28 (terça-feira) — a partir das 19h
» Magnificate Price, Roger Naves, Amigos do Pai, JonHy, Banda Maranata e Anjos de Resgate

Dia 29 (quarta-feira) — a partir das 19h
» Disco Praise, Tribo de Funk,
Banda Louva Deus, Jesus da Capital e Davi Sacer

Dia 30 (quinta-feira) — a partir das 19h
» Na Lata, Galinha Preta, Elffus, Ligação Direta, Plebe Rude, Biquini Cavadão e Cidade Negra

Dia 31 (sexta-feira) — a partir das 18h
» Banda Carnavália, Clima de Montanha, Banda Coisa Nossa, Nilson Freire, Zezito e Zé Paulo, Brunno e Matheus e Fernando
e Sorocaba

» A contagem regressiva da virada do ano fica por conta da bateria da Aruc

* Programação sujeita a alteração

CLUBES

AABB
» Preços: para sócio, R$ 90 (mesa) e R$ 120 (camarote), e para não sócio, R$ 120 (mesa) e R$ 160 (camarote). Com jantar incluso e bebida a parte. Horário: a partir das 22h. Local: Setor de Clubes Esportivos Sul, Trecho 2, Lote 17. Telefones:
3223-0078 e 3223-0633.

Apcef
» Preços: sócio, R$ 120, e não sócio, R$ 170. Com bufê de salgados, ceia, bebidas e café da manhã. Horário: a partir das 22h. Local: SCN, Trecho 3 (próximo Centro Comunitário da UnB). Telefones: 9674-9681,
9982-5867 e 9655-7245.

Brasília Country Club
» Preços: R$ 150 (sócio) e R$ 170 (não sócio). Com bufê de comidas e bebidas e cantinho da criança. Horário: a partir das 22h. Local: Setor de Mansões do Park Way,
ao lado do Catetinho.
Telefone: 3338-8563.

Iate Clube
» Preços: R$ 270 a R$ 300 individual, para sócios, e de R$ 320 a R$ 360 para não sócios. Com bebidas e bufê completo inclusos. A partir das 22h. Local: SCN, Trecho 2, Conjunto 4. Telefone: 3329-8700.


NATAL EM CORES E COM MÚSICA
A Fonte Luminosa da Torre de TV virou palco de corais natalinos. Por conta da data, quatro tenores cantam em duas pontes montadas sobre o espaço. Gratuitas, as apresentações começam às 20h20 e vão até o próximo domingo. O espetáculo tem como pano de fundo os jatos de águas iluminados por luzes coloridas. No local, também são projetados efeitos visuais que mostram os principais pontos turísticos da cidade e imagens relacionadas ao Natal. As estações de metrô recebem os músicos do Coral Ecumênico do Templo da Boa Vontade. Hoje, às 19h, em Taguatinga Sul e, às 20h30, em Concessionárias. Amanhã, às 19h, em Arniqueiras e, às 20h30, na estação Central. Dia 25, às 19h, em Águas Claras e, às 20h30, no Shopping. Dia 26, às 19h, no Guará e, às 20h30, na 112 Sul.

Esta matéria tem: (12) comentários

Autor: Pedro Nunes
Só o povo brasileiro mesmo para conseguir comemorar alguma coisa com este caos na cidade... É só fazer uma festinha, dar um pouco de comida, canetas ou camisetas que o povão esquece tudo... Rsrsrsrs | Denuncie |

Autor: Heliete Bastos
Bem q os turistas poderiam dar um voltinha pela cidade, pelas quadras e superquadras, pelo comércio local e ver o caos da cidade quanto à limpeza, lixo, mato e etc. Pobre Brasília às vésperas do Natal! E as nossas autoridades em viagem, passeando como se nada estivesse acontecendo. | Denuncie |

Autor: joaquim joaquim
Andrea Souza, concordo plenamente. Serão 50 apresentações entre bandas, cantores, grupos e duplas. Embaixo dessa gororoba tem coisas seria bom o Ministério Público ficar ligado. | Denuncie |

Autor: THIAGO LIMA
Henrique Caldas, você vai ser o primeiro a chegar para ouvir as "músicas"... Lamentavelmente, no Brasil existem pessoas como você! | Denuncie |

Autor: Bernardo Marques
Prefiro ficar em casa...ha ha ha se for para a Esplanada podemos correr o risco de ser esfaqueado ou ter o carro roubado, pobres brasilienses e candangos a que situaçao chegamos! | Denuncie |

Autor: Marcelo Silva
Quer dizer que, pra fazer shows o dinheiro aparece, né? E o caos nos hospitais públicos??? Olha, sinceramente, a cada dia que passa, eu me envergonho mais e mais de ser brasileiro, pq eu sei que isso nunca vai mudar! É lamentável! | Denuncie |

Autor: Andrea Souza
Pra mim tudo isso é só uma grande oportunidade para desvio de verba, alcoolismo, promiscuidade, assaltos e baixaria. Era melhor quando tinha os presépios. No mais, a posse da presidente é dia 1º de Janeiro, será que estão contando com isso? | Denuncie |

Autor: henrique caldas
Lamentavelmente Brasilia praticamente só recebe musica de crente ou de corno no fim de ano. | Denuncie |

Autor: Willian Araujo
É Aristeu Almeida, eu também sou contra essas festas patrocinadas com dinheiro público, mas por outro lado, nesse Brazil, zil, zil onde cada Deputado custa mais de 100 mil aos contribuintes, é de se relevar essa festa. Pior mesmo é a festa que fizeram com o nosso dinheiro lá no Congresso e CLDF. | Denuncie |

Autor: viviã silva
cUIDADO AMANHÃ TEM SÁIDÃO E O PROGRAM P ELES É JUSTAMENTE A FESTA AO AR LIVRE...DEUS ME LIVRE NÃO PASSO NEM PERTO!!! | Denuncie |

Autor: Aristeu Almeida
Lamentável: com tantas restrições sofridas pela população, o governo fica gastando dinheiro com festas. Governos não tem que patrocinar artistas. | Denuncie |

Autor: wilden reis
com esses preços do clube, vou pra Esplanada mesmo. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.