cidades df

História dos pais que perderam os filhos em um acidente comove brasilienses

Thalita Lins

Lilian Tahan

Publicação: 07/08/2011 08:00 Atualização: 07/08/2011 08:34

Na edição do último domingo, o jornal mostrou a história de Vyviane e Marcos: dor sem fim e mobilização para que o caso fosse apurado (Rafael Ohana/CB/D.A Press - 23/7/11)
Na edição do último domingo, o jornal mostrou a história de Vyviane e Marcos: dor sem fim e mobilização para que o caso fosse apurado

Na última sexta-feira, o laudo pericial do acidente que vitimou os dois filhos do casal brasiliense Vyviane e Marcos Campos Moraes, em 17 de dezembro de 2010, — apresentado pela Divisão de Perícias Externas do Instituto de Criminalística de Goiás —, foi entregue pela Polícia Civil de Goiás ao advogado da família Campos Moraes, Rafael Pereira, e ao promotor de Justiça Marcelo Franco Assis Costa. Entretanto, o documento apresenta algumas lacunas. Rafael Pereira apontou a ausência de um elemento fundamental no relatório. “Não consta a velocidade do motorista da Saveiro (o engenheiro florestal Fabrício Rodovalho) no momento em que fez a ultrapassagem”, diz.

De acordo com o advogado, o promotor Marcelo Franco Assis Costa solicitará uma nova análise do laudo nesta segunda-feira. “O Dr. Marcelo irá fazer o pedido. O prazo para a elaboração do documento será de até 20 dias”, disse. O advogado de Fabrício, Divino Antônio, afirmou à reportagem que, até sexta-feira, não havia recebido o parecer elaborado pela perícia. “Só irei me manifestar após a leitura do documento e depois de uma conversa que terei com o meu cliente”, frisou. O promotor Marcelo Franco Assis Costa não foi localizado para comentar o assunto.

Há uma semana, o Correio mostrou a dor de Vyviane e Marcos Campos Moraes, que perderam os dois filhos — Pedro Lucas, 3 anos, e João Marcos, 7 — em um acidente de trânsito no Km 179,9 da BR-060. O caso, que vem sendo contado pelo jornal desde o último domingo, comoveu os leitores do Correio e internautas do correiobraziliense.com.br, que se solidarizaram com o episódio. Muitos se colocaram no lugar do casal, que vive na 304 Norte. Como o morador do Sudoeste Luiz Alberto Chaves, que refletiu o sentimento da população: “Fiquei imensamente triste ao ler a reportagem sobre o acidente em que um irresponsável vitimou duas crianças inocentes”. Ao longo da semana, outras manifestações de indignação e tristeza foram traduzidas pelos leitores e publicadas no jornal.

Punição
Enquanto tentam suportar a dor da perda, os pais ainda esperam pela punição do motorista do carro, que, ao dirigir na contramão, bateu frontalmente, em alta velocidade, no veículo em que viajavam com os filhos. O caso da família Campos Moraes é mais um exemplo do descaso do governo do estado. Foi preciso a intervenção do Ministério Público de Goiás para que o laudo fosse finalmente entregue aos investigadores.

A delegacia de Guapó, cidade goiana distante 208 quilômetros de Brasília, onde ocorreu a tragédia, é a responsável pelo caso. O documento é peça fundamental para determinar a culpa e apontar os motivos da colisão que vitimou as crianças.

O parecer do Instituto de Criminalística concluiu que, no momento da batida, a Saveiro conduzida pelo engenheiro ambiental Fabrício Rodovalho, estava a 94km/h, enquanto o Idea, onde viajavam Vyviane, Marcos e os pequenos Pedro Lucas e João Marcos, estava a 86km/h. Mesmo com a pequena diferença entre as duas velocidades, o motorista da Saveiro realizou uma ultrapassagem proibida, em local de faixa contínua, que ressultou na tragédia.

O laudo será anexado ao inquérito. A polícia deve concluir a investigação na próxima terça-feira, quando o caso passará a ser de responsabilidade do Ministério Público. Após estudar o documento, o promotor apresentará à Justiça denúncia contra o engenheiro ambiental.

Brutalidade
As crianças acompanhavam os pais em viagem à casa dos avós maternos. No momento da colisão, os dois assistiam a um filme e lanchavam. Pedro morreu na hora. João Marcos foi socorrido e lutou pela vida durante dois dias, mas acabou não resistindo. A Polícia Civil de Goiás demorou 181 dias para abrir inquérito e investigar as circunstâncias do acidente.

Convicção
Para formar a opinião sobre o acidente, tanto os delegados de polícia quanto o promotor de Justiça vão levar em consideração vários aspectos da investigação. Entre os elementos, há um boletim de ocorrência do Departamento de Polícia Rodoviária Federal. O documento descreve o acidente indicando que, “segundo testemunhas e vestígios encontrados no local do acidente, V1 (Saveiro Preta de Fabrício) trafegava pela BR-060 no Km 179,9, sentido Jataí/Goiânia, quando inadvertidamente em um local de proibida a ultrapassagem, faixa contínua, não respeitando um fluxo forte de veículos que trafegavam em ambos os sentidos, colidiu com V2 (o Idea da família Campos Moraes), que não conseguiu desviar de V1”.

Esta matéria tem: (18) comentários

Autor: djanilde aragao
No dia 11 agora ira completar 7anos de impunidade,da qual vitimou minha familia,(2 filhos e esposo)foi em Tocantis,no qual o assassino foi um filho bastardo do Siqueira Campo,e incrivel como a justiça se vende para cobrir impunidades.Vivi e Marco que Deus o abençoe muito vçs dando força e vitoria. | Denuncie |

Autor: Alessandra Silva
Gente pelo Amor Deus... um pequeno detalhe que faz toda a diferença... tem alguma coisa errada aí... Essa família esta dilaçerada pela perda brutal de seus filhos, cada a polícia e as autoridades... se calaram... JUSTIÇA... | Denuncie |

Autor: willkar ramirez
Como disse a Maria de Fátima , os assassinos sobre rodas continuam tirando vidas e destruindo outras dos familiares e amigos. Até qundo o Brasileiro vai se comportar como animal irracional? | Denuncie |

Autor: marta morais
Deixei de viajar de carro devido observar a falta de responsabilidade de alguns motoristas que ultrapassam em local proibido. Já q | Denuncie |

Autor: Glauter Glauter Lima
O Estado do Goiás é um Estado falido, basta lembrar um episódio recente em que o Estado não tinha dinheiro para pagar os salários dos servidores públicos, é uma vergonha!!!!! | Denuncie |

Autor: Eduardo Farias
Força pra vocês dois. Os dois anjinhos de vocês estão com DEUS, nenhum filho supre a falta de outro, mas espero que DEUS possa enviar loga outras bençãos (filhos) para alegrar e liuminar a vida de vocês. Eu me sensibilei muito com esse caso e acredito que DEUS vai trazer justiça pra vocês. Paz e luz. | Denuncie |

Autor: Whilermina Herkertz
Tem algum serviço público que funciona no Goiás? | Denuncie |

Autor: Luiz Nunes
Nada funciona de maneira adequada no Estado do Goias. Se as vitimas fossem de familia sem recurso financeiro, o assassino ficaria totalmente impune. Para dizer a verdade, nem a midia daria atencao. | Denuncie |

Autor: Marcio Souza
O Estado de Goiás é um estado sem GOVERNO! Não existe governo, administração, gestão nem justiça. Tinham que eliminar esse estado. Camara Federal repartam o Goiás em 50 Estados para ver se funciona! | Denuncie |

Autor: Elisângela Pereira
Verdade voces tem toda razão, Israel e Claudio, há muito que o nosso país já deveria ter todas as estradas federais devidamente duplicadas. E realmente, talvez se no lugar das crianças fossem estupradores, traficantes ou assassinos aí sim os Direitos Humanos já teria se manifestado, fico de cara!.. | Denuncie |

Autor: Vox Populli
Diomedes de Albuquerque melo Melo, não PASSE por cima da gramática! | Denuncie |

Autor: Maria Fátima
Que Deus dê muita força aos pais, pois o descaso é muito grande nesse país e assassinos sobre rodas continuam tirando a vida de pessoas e destruindo famílias inteiras. | Denuncie |

Autor: Fábio
Claro que o pessoal dos Direitos Humanos não se manifestou até agora, Claudio Machado. Esse pessoal só se preocupa em visitar bandido; para eles, as pessoas de bem não precisam de seu auxilio, somente os "coitadinhos" dos bandidos. | Denuncie |

Autor: Diomedes de Albuquerque melo Melo
Não quero nem por sonho paçar pela dor desse casal. Qeu Deus dê forças para eles viverem porque esquecer é o que eles não vão conseguir nunca. | Denuncie |

Autor: magda pereira
Essencial a velocidade que falta no laudo. Mas ainda nao encontrei nas reportagens outro dado mais essencial: se as criancas estavam com cinto de seguranca. Estavam? | Denuncie |

Autor: Israel Alcantara
Deveria ser lei todas as estradas federais e estaduais serem duplicadas...Reduziria e muito o número de mortes! | Denuncie |

Autor: MAURÍCIO VALLE
Que Deus dê muita força aos pais, pois o descaso é muito grande nesse país e assassinos sobre rodas continuam tirando a vida de pessoas e destruindo famílias inteiras. | Denuncie |

Autor: claudio machado
Até agora os Direitos humanos não se manifestou em nada. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.