publicidade

Agentes de atividades penitenciárias do DF iniciam greve nos serviços

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 06/10/2011 10:54 / atualizado em 06/10/2011 16:19

Os agentes de atividades penitenciárias anunciaram que entraram em greve nesta quinta-feira (6/10), por tempo indeterminado. A categoria reivindica ao Governo do Distrito Federal (GDF) aumento nos salários. O Sindicato dos Agentes de Atividades Penitenciárias do DF (Sindpen) informou que os serviços de segurança nas carceragens funcionarão normalmente, com 200% do efetivo trabalhando (o número de pessoas dobrou), mas 70% dos serviços de escoltas judiciais (acompanhamento de presos em julgamentos, por exemplo) ficarão paralisados.

O presidente do sindicato, Leandro Allan, disse que a categoria não aceita o salário atual. "Não concordamos que agentes penitenciários ganhem o dobro do que nós recebemos. As atividades são as mesmas", disse. "Vamos tentar negociar com o GDF por meio da Secretaria de Administração Pública. O problema é que o governo ainda não sinalizou nenhuma chance de negociação para com a categoria", completou.

Governo
A secretaria informou que não é possível conceder reajustes salariais neste ano, pois o limite estipulado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) está a 0,13% de ser alcançado. Portanto, segundo a secretaria, aumentos nos salários dificilmente serão concedidos nos próximos meses. Em caráter excepcional, reajustes podem ser dados às categorias após análise feita pelo DialogaDF, grupo criado por meio de decreto na última sexta-feira (30/9) para evitar greves de quaisquer categorias do funcionalismo do DF.

publicidade

Tags:

publicidade