Agentes de atividades penitenciárias recebem penalidades por dias parados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 26/10/2011 21:07 / atualizado em 26/10/2011 21:09

O juiz Alvaro Ciarlini, da 2ª Vara da Fazenda Pública do DF aplicou penalidades, nesta quarta-feira (26/10), aos agentes de atividades penitenciárias, paralisados há 20 dias. Os agentes que participaram da greve terão os dias parados descontados e estão proibidos de assinar o ponto.

Segundo a decisão, servidores da Secretaria de Segurança Pública substituirão os grevistas dentro de todas as dependências do Sistema Penitênciário do DF para normalizar a situação dos internos. Com a determinação judicial, as visitas à Papuda serão reativadas a partir da normalização dos serviços de escolta.

A determinação proibe que os agentes de atividades penitenciárias permaneçam no interior das unidades prisionais. Considerado ilegal, o movimento grevista havia sido multado, ainda no início de outubro, no valor diário de R$ 50 mil, fixado pelo magistrado caso a categoria insistisse na greve.

A categoria reivindica equiparação salarial aos policiais civis. Segundo o Sindicato dos Agentes de Atividades Penitenciárias do DF (Sindpen).

Protesto

Mais cedo, a categoria esteve reunida em frente ao Palácio do Buriti. Os agentes de atividades penitenciárias voltam a se reunir em assembleia às 10h da próxima sexta-feira (28/10), no mesmo local.

publicidade

Tags:

publicidade