publicidade

Campanha de vacinação começa neste sábado nos postos de saúde do DF

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 18/05/2012 11:40 / atualizado em 18/05/2012 13:09

A Secretaria de Saúde vai realizar em 19/5 e 26/5 a 34ª edição da campanha de vacinação antirrábica no setor urbano do Distrito Federal. A meta é imunizar 245 mil cães e gatos. Os animais só devem ser vacinados depois de 90 dias de vida, e a partir da primeira vacinação, uma vez por ano.

O horário de atendimento dos postos de saúde será de 8h às 17h. O animal que for receber a vacina pela primeira vez deverá tomar uma segunda dose 30 dias depois da vacinação, em posto de saúde da vigilância ambiental. Todas as doses são gratuitas.

A campanha é executada pela Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival), por meio da sua Gerência de Vigilância em Saúde de Fatores Biológicos (Gefab) e será divida por regiões, em dois dias. Confira as datas.

19/5
Asa Norte
Asa Sul
Candangolândia
Cruzeiro
Estrutural
Guará I e II
Jardim Botânico
Itapuã
Lago Norte
Lago Sul
Núcleo Bandeirante
Paranoá
Park Way
Planaltina
São Sebastião
Sobradinho I e II
Sudoeste
Varjão
Brazlândia
Águas Claras
Vicente Pires

26/5
Ceilândia
Gama
Recanto das Emas
Riacho Fundo I e II
Samambaia
Santa Maria
Taguatinga
Águas Claras
Vicente Pires

DEPOIS DA SUSPENSÃO, A VACINA
A ação que acontece anualmente foi interrompida ano passado, depois que em 2010 alguns animais apresentaram reações incomuns depois que receberam a vacina. Geralmente a ação ocorre em setembro, mas devido ao cancelamento da última campanha, ela foi antecipada para maio deste ano.

A médica veterinária e gerente da vigilância e saúde de fatores biológicos, Lúcia D' Andurain, faz um apelo para que os donos de animais de estimação não deixem de vacinar os bichos, principalmente gatos e cachorros: “A vacina é a nossa única arma contra a raiva”.

PARA ENTENDER A RAIVA
A raiva é uma doença incurável que pode levar à morte. É causada por um vírus que ataca todos os mamíferos, inclusive o homem. Os animais mais atingidos pela doença são os cães, morcegos e os gatos. A transmissão da raiva para o homem se dá por meio da saliva do animal doente, quandoo bicho morde, arranha ou lambe um ferimento ou mucosas.

Caso a pessoa tenha sido agredida ou tenha entrado em contato com algum animal suspeito, ela deve lavar o local de contato com água e sabão e procurar imediatamente uma unidade de saúde mais próxima. O contato com morcegos é considerado grave e deve ser evitado.

É preciso atenção a mudanças comportamentais dos animais. Se cachorros ou gatos apresentarem aressividade, falta de apetite e sede, baba em excesso, problemas de coordenação motora, a recomendação é encaminhar os animais à Dival.

publicidade

Tags:

publicidade