cidades df
  • (3) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Polícia prende dupla suspeita de fraudar programa Cartão Material Escolar Projeto que deve conceder até r$ 323 para 130 mil alunos no DF foi alvo da fraude

Publicação: 26/03/2013 12:52 Atualização:

Dois donos de papelarias foram presos em flagrante, na manhã desta terça-feira (26/3), suspeitos de fraudar o programa "Cartão Material Escolar", do GDF. Eles foram detidos em Samambaia e em São Sebastião. Os investigadores chegaram aos suspeitos após receber informações da Secretaria da Micro e Pequena Empresa (SMPE).

Nesta tarde, a Coordenação de Repressão aos Crimes contra o Consumidor, à Ordem Tributária e a Fraudes (CORF) dá mais informações sobre a prisão, em coletiva de imprensa.

O programa
O GDF lançou o Cartão Material Escolar este ano. O projeto concede a 130 mil alunos da rede pública créditos de até R$ 323 para gastos com produtos de papelaria. Mais de 72 famílias e 210 papelarias estão cadastradas no programa, segundo os últimos números.

Os cartões têm valores diferentes de acordo com o período que o aluno estiver. Para estudantes do 1° ao 5° período do ensino fundamental, o auxílio será de R$ 323, e os do 6° ao 9°, R$ 228. Já os estudantes do ensino médio terão crédito de R$ 202 reais. Para famílias com mais de um aluno cadastrado, as quantias serão depositadas em um único cartão.

Esta matéria tem: (3) comentários

Autor: José Sousa
Cadeia nos pilantras! | Denuncie |

Autor: GILMAR PEREIRA
sempre tem um carniceiro de olho. | Denuncie |

Autor: cidadao_df cidadao_df
Certamente deviam estar pagando em dinheiro o valor do cartão... o mesmo que ocorre quando as pessoas vendem o cartão alimentação... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.


  • Últimas notícias
  • Mais acessadas