cidades df
  • (9) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Maior traficante da história de Brasília é condenado a 45 anos de prisão Outras 10 pessoas que integravam a organização criminosa também foram sentenciadas. Drogas apreendidas com elas renderiam R$ 5 milhões

Mara Puljiz

Publicação: 07/02/2014 06:00 Atualização: 07/02/2014 14:32

Com o chefe do grupo, foram apreendidos R$ 150 mil em espécie, além de entorpecentes e armas de fogo (Bruno Peres/CB/D.A Press - 3/6/13)
Com o chefe do grupo, foram apreendidos R$ 150 mil em espécie, além de entorpecentes e armas de fogo


 O homem responsável por 50% da cocaína que entrava no Distrito Federal foi condenado à maior pena da história da capital federal. Pela prática de tráfico interestadual de drogas e associação criminosa, Wesley do Espírito Santo, 34 anos, conhecido como Macarrão, pegou 45 anos e 9 meses de prisão. Ele e outras 10 pessoas acabaram detidas após 15 meses de investigação da Coordenação de Repressão as Drogas (Cord), da Polícia Civil. Os comparsas — entre eles, três mulheres, sendo uma a irmã de Wesley — também foram sentenciados no último dia 27 pela 3ª Vara de Entorpecentes do DF. Somadas, as penas chegam a 225 anos de cadeia.

A investigação conseguiu demonstrar a organização criminosa voltada para o fornecimento de cocaína para o DF. O esquema era planejado para despistar a polícia e administrado por Wesley, apontado como líder do grupo. Segundo demonstrou a Cord, era ele quem tinha contato com fornecedores e providenciava a venda do entorpecente em Brasília, assim como traçava as rotas e contratava motoristas. Wesley ainda contava com a colaboração de Paulo Sérgio Gonçalves, Leandro Rodrigues dos Santos, Alexandre Costa de Sousa e Gisele Vasconcelos Gomes para armazenamento e difusão da mercadoria.

Os integrantes do bando foram detidos em Ponta Porã (MS) durante a operação Xeque Mate, deflagrada em junho do ano passado pela Cord. Com Wesley, a polícia recolheu 74kg de cocaína tipo “escama de peixe” — a mais pura do mercado — e 36kg de crack, R$ 150 mil em espécie, 18 veículos, vários celulares e cinco armas de fogo. O valor da revenda dos entorpecentes foi estimado em R$ 5 milhões.

A matéria completa está disponível para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Veja o vídeo da TV Brasília

Tags:

Esta matéria tem: (9) comentários

Autor: flavia lima
Parabéns PCDF, fez jus ao bom salário que ganha, pq o sistema é assim, quem ganha mais deve trabalhar mais...quem ganha menos tem que trabalhar a passos de tartaruga..certo Kelne | Denuncie |

Autor: ariel oliveira
na verdade é uma juíza, oh mulher brava , essa sim faz o seu papel direitinho....ela nas audiências dela, os vagabundos passa mal....ela esculacha com os pebas....acho é pouco pra esses f@@@da pu@@ . | Denuncie |

Autor: Lúcia Silva
Pois é, muito justa a condenação. Mas, quem dera se para outros crimes a Lei fosse cumprida com rigor! O ser humano na verdade não tá valendo muito e os crimes contra a pessoa estão bem banais. Há mais condenação para o tráfico do que para quem tira a vida do outro!!!!C'est la vie!!!!!Ótimo trabalho! | Denuncie |

Autor: Cleusa Silva
O Juiz da 3ª Vara de Entorpecentes fez o que se espera de um magistrado dessa Vara. Exemplo para o Magistrado Substituto da 2ª VECP/TJDF, que semana passada absolveu o traficante (zinho) que tentou entrar na Papuda carregado. | Denuncie |

Autor: Kelne Silva
BELO TRABALHO INVESTIGATIVO DA CORD. PARABÉNS POLICIA CIVIL POR TER EM SEU QUADRO POLICIAIS VOLTADOS PARA UM TRABALHO SÉRIO COM COMPROMISSO E COMPETÊNCIA. ENQUANTO ISSO SUA AUXILIAR CONTINUA A PASSOS DE TARTARUGA. | Denuncie |

Autor: Cristiano Dias
A tal arma de "fogo" da foto é uma Espingarda CBC Montenegro 5,5mm de Ar Comprimido. | Denuncie |

Autor: Adriana Silva
Um esquema tão grande e um número tão pequeno de pessoas presas. Não se consegue cobrir uma área tão grande só com esse contingente. | Denuncie |

Autor: santos rabelo
SE TODAS AS PENAS PARA TRAFICANTES FOSSEM ACIMA DE 30 ANOS TALVEZ O ESTADO VENCERIA ESTA GUERRA CONTRA ESTES MONSTROS QUE TRAFICAM DROGAS. CADEIA NELES. | Denuncie |

Autor: santos rabelo
PRIMEIRO PARABÉNS A POLÍCIA CIVIL DO DF, QUE HA ANOS NÃO TEM AUMENTO SALARIAL.QUANTO A PENA FOI POUCA PARA ESTE SUJEITO QUE DESTRUIU VARIAS FAMÍLIAS , PORQUE TEMOS TRÊS TIPOS DE USUÁRIOS DE DROGAS O EVENTUAL, O HABITUAL E O DEPENDENTE E A DEPENDÊNCIA NÃO TEM CURA. SE TODAS AS PENAS FOSSE ASSIM ... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »
Termos de uso

Envie sua história e faça parte da rede de conteúdo dos Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.