SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Terceiro lugar no ranking dos mais multados na Lei Seca é encontrado

Campeão de multa da Lei Seca tinha nove autuações por dirigir embriagado e teve a carteira de motorista recolhida e o carro apreendido

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/10/2016 20:43

Ed Alves/Esp. CB/D.A Press
 

Um morador do Sudoeste, autuado nove vezes por dirigir alcoolizado no últimos 10 anos, foi abordado pelo Departamento de Trânsito (Detran) perto do Carrefour Norte novamente nesta quinta-feira (13/10). O homem, de 63 anos, que teve a carteira de motorista recolhida e o carro apreendido, está na lista dos 115 condutores mais flagrados dirigindo alcoolizados no Distrito Federal na última década. No ranking, ele aparece entre os três mais multados, empatado com outros dois condutores com o mesmo número de infrações à Lei Seca no período: nove multas cada um por alcoolemia ao volante.

Leia mais notícias de Cidades


O homem foi localizado por volta das 18h30, por meio da Operação Cartas Marcadas, do Detran-DF. Ele vinha sendo monitorado pelos agentes havia uma semana. A ação acabou desencadeada porque, apesar de ele estar com a carteira de motorista suspensa há cinco anos, ele não apareceu na autarquia para entregar o documento e cumprir a punição, conforme determina a lei.

Na série "Infratores contumazes da Lei Seca", publicada entre 11 e 13 de setembro deste ano, o Correio revelou o risco que essa parcela de condutores representa para um trânsito seguro. Após consultar no site do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), a reportagem constatou que, dos 115 condutores que mais ignoraram a proibição de dirigir sob efeito de álcool, 31 — ou 27% do total — respondem a processos de crimes
previstos no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Desses, quatro, ou seja, 13%, mataram enquanto dirigiam alcoolizados, e um provocou lesões graves na vítima e fugiu sem prestar socorro.

O homem pego na quinta-feira, por exemplo, responde na Justiça pelo crime de dirigir alcoolizado, quando o índice de álcool no organismo é igual ou superior a 0,3 miligrama por litro de sangue. De acordo com diretor de Policiamento e Fiscalização do Detran, Silvain Fonseca, a carteira do condutor deve ser cassada. Se isso acontecer, ele terá que cumprir dois anos de punição e, depois, recomeçar do zero o processo para obter nova carteira de motorista.

Segundo Fonseca, a Operação Cartas Marcadas acontece diariamente. “Já pegamos motoristas que não estão na lista dos mais multados na lei seca, mas que já estavam com o documento suspenso. Priorizamos os condutores que se mostram contumazes porque têm histórico de crimes de trânsito, inclusive tendo se envolvido em acidentes fatais e com vítimas feridas”, completa.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.