SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Polícia prende mais dois suspeitos da morte do jornalista João Miranda

A linha da investigação sugere que o assassinato foi crime político ou vingança. Já são quatro o número de pessoas presas, suspeitas de participação no caso

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

Mais dois homens foram presos suspeitos de terem participado do assassinato do jornalista João Miranda, em Santo Antônio do Descoberto (GO). O crime aconteceu no dia 25 de julho, no município goiano e, à época, quatro homens bateram na porta da casa da vítima, que foi atingida com 13 tiros. Ontem, a polícia goiana prendeu Ricardo Pereira Pinto, ex-funcionário da prefeitura local, e Bruno Timóteo, motorista do então prefeito Itamar Lemes Prado. A polícia procura, ainda, o quarto envolvido.

 

Leia mais notícias de Cidades

 

Em agosto, a Polícia Civil prendeu Rooney da Silva Morais, filho de Douglas Ferreira de Morais, chefe da segurança do mesmo prefeito. Ele era suspeito de dirigir o carro usado no crime. A investigação está em andamento em Águas Lindas (GO), com o delegado Fernando Augusto Lima da Gama.

A polícia trabalha com duas hipóteses: crime político ou vingança. João Miranda era opositor de Itamar e fazia denúncias contra a gestão do então prefeito em um site que mantinha, o SAD Sem Censura. Ele também postava notícias sobre a violência e o tráfico de drogas na cidade.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.