SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Tempestade deixa mais de mil pessoas desalojadas em Samambaia

Segundo informações iniciais do Corpo de Bombeiros, quatro pessoas ficaram feridas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/10/2016 02:22 / atualizado em 20/10/2016 11:03

Gabriela Vinhal

Corpo de Bombeiros/Divulgação

 

 

Uma forte ventania causou destruição e assustou moradores de Samambaia na noite desta quarta-feira (19/10). Cerca de mil casas foram destelhadas, árvores e postes caíram e uma igreja foi destruída na região. Aproximadamente 21 mil pessoas ficaram sem luz na cidade. Apesar da gravidade do acidente, segundo informações preliminares do Corpo de Bombeiros Distrito Federal (CBMDF), quatro pessoas ficaram feridas. Todas as vítimas já foram atendidas e passam bem.

 

 

Leia mais notícias em Cidades

 

O governador Rodrigo Rollemberg foi até o local prestar apoio e ver a situação de perto. "Estou impressionado. Foram ventos muito fortes, muito rápidos, que deixaram rastros de destruição terríveis", lamentou. O chefe do Executivo local afirmou, ainda, que o Governo do Distrito Federal dará todo o suporte necessário aos moradores da região administrativa. "Amanhã (nesta quinta-feira) terá uma ação conjunta para prestar serviço à população atingida", disse.

 

Corpo de Bombeiros/Divulgação
 

 

Segundo a Administração Regional de Samambaia, a equipe já entrou em contato com outras administrações do DF para pedir ajuda na reconstrução das casas, na limpeza das ruas e na retirada dos galhos dos prédios atingidos pela ventania.

 

Ao todo, 17 viaturas do Corpo de Bombeiros foram chamados para atender a ocorrência. Agentes da Defesa Civil e da Polícia Militar do DF (PMDF) também se deslocaram para prestar ajuda à população.

 

Ed Alves/CB/D.A Press
 

 

O grande volume de chuvas assustou os moradores. Várias pessoas que vivem na região relataram o susto que o clima causou na noite passada. Nas redes sociais, um residente do local descreveu o que viu. "Moro há 26 anos na Samambaia e nunca vi nada igual em lugar nenhum. Árvores arrancadas do chão, muros de escolas caídos, telhados arrancados e postes de energias tombados. Parece que passou um tornado destruindo tudo", descreve.  

 

Uma outra moradora conta que a própria casa perdeu as telhas. "Moro na quadra 211, minha residência e a dos meus vizinhos ficaram todas descobertas. Foi uma tragédia. Agora é ir atrás de juntar os destroços e mandar consertar. Parecia um furacão. Acabamos perdendo muitas coisas", lamenta.  

 

 


Na Esplanada

As rajadas de chuva registradas na tarde de quarta (18/10) também assustaram brasilienses que passavam pela Esplanada dos Ministérios. Os fortes ventos destruíram o acampamento da Frente Nacional de Luta (FNL), que protesta pela Reforma Agrária no país. Cerca de 20 tendas grandes foram levadas pelo vento e várias barracas de campi derrubadas. Ao todo, seis pessoas ficaram feridas.

 

 

 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Ricardo
Ricardo - 20 de Outubro às 09:14
Moro em samambaia ha mais 13 anos realmente nunca vi nada parecido , impressão de dentro de casa que a qualquer momento todos os telhados de casa iam sumir .Realmente muito assustador
 
celso
celso - 29 de Outubro às 14:00
irmão e final dos tempos

publicidade