SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Suspeita de bomba no Banco Central mobiliza militares do Batalhão Especial

Uma bolsa preta foi encontrada largada nas calçadas próximas da sede do órgão

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/10/2016 08:12 / atualizado em 26/10/2016 11:10

André Violatti/Esp. CB/ D.A Press

O Esquadrão Anti-bomba da Polícia Militar foi acionado para verificar uma suspeita de ameaça de bombas na manhã desta quarta-feira (26/10), na sede do Banco Central, em Brasília. De acordo com informações da corporação, por volta das 6h uma bolsa preta foi encontrada largada nas calçadas próximo ao órgão. O local ficou parcialmente interditado para verificar possíveis explosivos no objeto encontrado. Durante a operação, uma faixa do eixinho L permaneceu bloqueada, causando lentidão no trânsito. Entretanto, na mochila constava uma calça jeans, toalha, tênis, caderno e um desodorante. O procedimento foi finalizado por volta de 9h30. 


Com isso, um trecho da quadra 3 do Setor Bancário Sul ficou interditado pela Polícia Militar. O prédio não precisou ser totalmente evacuado, e os servidores do órgão acessaram o prédio por outra portaria. A PMDF não recebeu denuncia de bombas no local, apenas que o objeto havia sido encontrada na calçada em frente ao Banco Central. Porém, o procedimento da corporação nesses casos de objetos desconhecidos é acionar a operação anti-bombas para evitar qualquer tipo de incidente.
André Violatti/Esp. CB/ D.A Press


A assessoria de imprensa do Banco Central informou que, por volta das 6h, uma funcionária viu o momento em que um homem jogou a mochila e uma pasta verde na frente do prédio. Segundo o órgão, a equipe de segurança da instituição que acionou a PM para verificar o objeto suspeito. Três andares do edíficio foram evacuados por questões de segurança. Os funcionários permaneceram nos demais pisos. Após quase três horas, os militares do Bope identificaram que não havia nenhum explosivo na mochila. "Encontramos alguns objetos pessoais e documentos. A hipótese é que a mochila seja fruto de algum furto cometido. Vamos tentar localizar o dono", ressaltou o tenente Rogério Nogueira.

André Violatti/Esp. CB/ D.A Press

 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.