SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Idosos de Luziânia fazem pedidos de Natal e emocionam pela simplicidade

A pouco menos de dois meses para o Natal, idosos fazem campanha on-line informando o que gostariam de receber. Pedidos emocionam internautas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/10/2016 17:44 / atualizado em 06/11/2016 18:00

Não importa a idade, os sonhos e desejos permanecem, mesmo que simples. Os moradores da Casa do Idoso Amor à Vida, em Luziânia (GO), mostram isso em uma campanha de fim de ano que tem o objetivo de arrecadar donativos para o lar.

 

Em fotos postadas na internet, eles posam ao lado de lousas onde estão escritos seus pedidos de Natal. A campanha vem emocionando internautas pela simplicidade dos pedidos: um vestido amarelo, um cinto, uma sapatilha, uma boneca.

 

Presentes

 

A iniciativa de divulgar os pedidos partiu da enfermeira Nayane Alves da Costa, 24 anos, que trabalha no local há cinco anos. Ela explica que a campanha é feita anualmente entre os benfeitores da Casa do Idoso, mas o número baixo de doações dos últimos meses fez com que ela postasse os pedidos na internet.

 

“Todos os anos, nós fazemos isso, mas, como as doações diminuíram muito, comparadas às de dois ou três anos atrás, eu pensei em fazer os quadrinhos e postar no Facebook”, conta.

Na lista dos presentes escolhidos, constam ainda camisas pólo, relógios de pulso, perfumes e bonés. O pedido mais inusitado vem de dona Celeste, 93 anos. Quando questionada sobre o que deseja, ela disse que gostaria de algo que lembrasse a pessoa que a presenteou e pediu uma garrafinha de água.

Leia mais notícias em Cidades

Nayane conta que, desde a publicação das fotos, a casa já recebeu algumas mensagens e ligações, no entanto ainda não há nenhuma visita confirmada. Por isso, ela reforça que, além dos presentes, as doações de carinho e tempo também são bem-vindas.

 

“O que queremos mesmo é que as pessoas venham conhecer, façam visitas e passe um tempo com eles”
Nayane Costa, enfermeira

 

O lar abriga 34 idosos, 14 homens e 20 mulheres, que chegaram ali por diferentes motivos. Alguns foram encaminhados pela assistência social, outros devido a maus tratos que sofriam. Há também os que estão ali porque perderam seus filhos ou têm uma condição de saúde delicada, que exige um alto grau de cuidado diário.

 

Como ajudar

 

Para dar assistência a todos os idosos, o lar conta com o trabalho voluntário de cuidadores, enfermeiros, médicos e nutricionistas. A casa não recebe ajuda do governo e funciona graças às doações. A instituição fica na Rua Belo Horizonte, Qd 1 Ch 1 St de Ch Marajoara, em Luziânia, Goiás. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (61) 4102-8792.

 

 

 

 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.