SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Polícia investiga envolvimento de servidores em sumiço de registro de ponto

Dados de pelo 32 mil funcionários da Secretaria de Saúde desapareceram. Investigadores trabalham com hipótese de retaliação por desconto de faltas injustificadas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/10/2016 14:58 / atualizado em 26/10/2016 15:22

Otávio Augusto

A Delegacia de Repressão aos Crimes Contra Administração Pública (Decap) apura o envolvimento de servidores da Secretaria de Saúde do DF no sumiço de dados do Sistema Forponto, conforme revelou o Correio na manhã desta quarta-feira (26/10). A plataforma registra a presença dos servidores, contabiliza as horas trabalhadas, mede as horas extras, entre outras informações. A suspeita é de que o histórico da plataforma possa ter sido apagado por uma retaliação de servidores, que passaram a ter as faltas injustificadas descontadas da folha de pagamento.
 
Segundo os investigadores, registros de ponto funcional das unidades (hospitais, centros de saúde e prédios da administração central), tanto os automáticos - como horas trabalhadas, descanso semanal, falta injustificada, entre outros - quanto os lançados manualmente pelas chefias imediatas, foram excluídos do sistema. 

A Coordenação de Tecnologia da Informação (CTINF), que é a responsável pelo armazenamento de dados e suporte na Secretaria de Saúde, disse à polícia que não sabe o que pode ter causado a supressão dos dados. As informações foram divulgadas pela Divisão de Comunicação da Polícia Civil nesta quarta-feira (26/10).

A polícia ouviu pelo menos três servidores da área. Os primeiros problemas foram detectados na última sexta-feira (21/10), quando documentos do ponto estavam sendo impressos sem os dados do histórico. Ao todo, os dados de 32 mil servidores sumiram.

Em depoimento, uma servidora relatou que uma mudança no modo de descontos na folha de pagamento gerou um dissabor entre os servidores. Há cinco meses, a Subsecretaria de Gestão de Pessoas não descontava dos servidores da administração central as ocorrências de faltas injustificadas e horas descontadas. Desde agosto, as informações começaram a ser lançadas nos contra-cheques para o devido desconto. 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade