SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Moradora de São Sebastião é selecionada para projeto da Embaixada dos EUA

Estudante do 3º ano do Centro Educacional São Francisco, Dayane Aparecida Martins dos Santos, 17 anos, passará uma temporada de três semanas no exterior

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/10/2016 06:00 / atualizado em 28/10/2016 08:59

Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
 
 
A embaixadora dos Estados Unidos no Brasil, Liliana Ayalde, visitou o Centro Interescolar de Línguas (CIL) 2 de Brasília, na Asa Norte, para levar uma boa notícia: a estudante Dayane Aparecida Martins dos Santos, 17 anos, moradora de São Sebastião, foi escolhida para participar do programa Jovens Embaixadores. A ação leva 50 estudantes da rede pública de ensino para uma temporada de três semanas no exterior. Os outros estudantes e os professores também se supreenderam e ficaram emocionados com o anúncio ontem.

Estudante do 3º ano do Centro Educacional São Francisco, Dayane preencheu todos os requisitos e foi escolhida a primeira Jovem Embaixadora de 2017, entre quase 19 mil inscritos. “Minha mãe é dona de casa e o meu pai é motorista. Minha família é quase toda do interior de Minas Gerais, é uma conquista muito grande”, conta. A adolescente, que pretende ser professora de inglês, é monitora no CIL, voluntária de projetos culturais e membro do conselho escolar no colégio em que estuda e ativista dos movimentos negro e estudantil.

Além disso, faz parte do Supernova, movimento de promoção cultural de artistas regionais que promove o Domingo no Parque, evento celebrado no terceiro domingo de cada mês no Parque Ambiental do Bosque, em São Sebastião. “O espaço que estamos ocupando agora costumava ser perigoso. É um parque ecológico, mas que a comunidade não tinha acesso por medo. Começamos a fazer essa ocupação e agora é super tranquilo”, explica.
 
 
Para Dayane, a experiência será uma grande oportunidade de formação para a profissão que almeja. “Eu acho que vou aprender muitas questões culturais. Para ser professora, não posso ensinar só a linguagem, tenho que ensinar a cultura. E falar isso de experiência própria será incrível”, conta a jovem, que sonha com a seleção desde que soube do programa, há dois anos, quando conheceu estudantes americanos que visitaram o CIL. “Você só pode se inscrever enquanto estiver no ensino médio, então foi a minha última oportunidade e eu passei”, relata. A lista com os demais selecionados, incluindo outro estudante de Brasília, será divulgada hoje no site e nas redes sociais da Embaixada.

A embaixadora dos Estados Unidos, Liliana Ayalde, cumprimentou Dayane pela performance, bem como os professores que a ajudaram a alcançar o bom desempenho. Segundo ela, o engajamento social é fundamental para a seleção no programa. “Quando eles se apresentam, têm que falar do seu trabalho na comunidade. Lá, eles terão outras ideias do que podem fazer, e isso vai fortalecer suas lideranças também”, afirma. “Esse projeto realmente transforma os jovens. Ficam muito mais curiosos, abertos, preparados para o mundo. Ajuda a definir o que eles querem fazer profissionalmente e se convencem de que podem fazer o que quiserem. Abre as portas e janelas para seus sonhos”, completa a diplomata.

Cultura

O secretário de Educação do DF, Júlio Gregório Filho, esteve na escola durante a visita da embaixadora. “São alunos muito engajados, que aproveitam essa oportunidade para conhecer toda uma cultura com a qual são colocados em contato”, comentou. Letícia Curado Teles, diretora do CIL 2 de Brasília, declara que a escolha foi merecida. “A Dayane é uma aluna maravilhosa, muito dedicada”, conta. “Está sempre buscando aprender mais, transmite muita tranquilidade para os colegas quando está fazendo a monitoria”, descreve.
 
Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
 
 
Orgulho é o que sente também a mãe de Dayane, Zildete Martins. “Acho que isso abrirá portas em todas as áreas. Ela é um exemplo tanto para a comunidade quanto para a nossa família”, comemora. Os selecionados terão as despesas custeadas pelo projeto, exceto gastos com a emissão do passaporte.
 
A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui   

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade