SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Nascida de um acampamento, Candangolândia completa 60 anos

A grande quantidade de barracas de lona deram o apelido de Lonalândia aos acampamentos. Em seguida, o lugar passou a ser chamado de Sacolândia, devidos às barracas feitas de sacos vazios de cimentos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 03/11/2016 12:32 / atualizado em 03/11/2016 16:27

Renato Alves

Antonio Cunha/CB/D.A Press
 

Com fundamental papel na construção de Brasília, a Candangolândia completa 60 anos nesta quinta-feira (3/11). Há relatos de que a cidade começou com a presença de 232 operários, vindos de vários cantos do país para abrir as primeiras vias e erguer as primeiras edificações da nova capital. Eles moravam em barracas de lona e em alojamentos que deveriam ser provisórios. Hoje, a cidade tem mais de 20 mil moradores, fixados em casas de alvenaria.

A Candangolândia recebeu o primeiro acampamento em 1956. Logo em seguida, em 10 de novembro, ele recebeu a visita do então presidente Juscelino Kubitscheck.

 

Leia mais notícias em Cidades

 

A grande quantidade de barracas de lona deram o apelido de Lonalândia aos acampamento. Em seguida, o lugar passou a ser chamado de Sacolândia, devidos às barracas feitas de sacos vazios de cimentos. Depois, passou a ser conhecida por Vila dos Candangos e, finalmente, como Candangolândia.

Só em 1989 a Candangolândia tornou-se cidade e, em 1994, por meio da Lei n° 658, foi oficializada com a criação da Região Administrativa da Candangolândia (até então fazia parte da Região Administrativa do Núcleo Bandeirante), confirmado o dia 3 de novembro como data oficial da fundação. O nome deriva do fato de os primeiros moradores, os operários da construção da nova capital, serem chamados de candangos.

 

Arquivo/Administração da Candangolândia
 

Festividades


Agência Brasília/divulgação
Para comemorar seus 60 anos de existência, a Candangolândia terá shows populares, competições esportivas, festival de cinema e diversas atividades culturais, artísticas e religiosas durante todo o mês de novembro.

O maior dos eventos esportivos é a Copa Candangolândia. Ela começa na sexta-feira (4) e vai até o fim de novembro, com competições de futsal, vôlei e judô.

Nos dias 4, 5 e 6, será disputado o Campeonato Brasileiro de Muay Thai (arte marcial tailandesa), no ginásio esportivo. Haverá também um circuito de skate, das 8h às 18h, nos dias 19 e 20 de novembro, no Parque do Bosque.

Várias atividades de arte e cultura também ocorrerão durante o mês. A programação inclui uma homenagem aos pioneiros da construção de Brasília, na quarta-feira (9), no salão comunitário, a partir das 20h.

Estão previstos shows populares, com presença de bandas locais, em 11 e 12 de novembro, além de mostra de cinema com curtas-metragens, na sexta-feira (25), no salão comunitário, das 17h às 22h.

A parte religiosa será movimentada com celebrações de ação de graças na Paróquia São José Operário, no domingo (6), a partir das 19h, e na Igreja Batista da Aliança, no dia 26, das 19h30 às 21h.

As inscrições para as bandas que desejem se apresentar nos shows populares estão abertas até 9 de novembro. Os interessados devem se cadastrar na administração regional, na Assessoria de Comunicação.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade