Ivanka Trump terá contas separadas para negócios e opiniões nas redes

No perfil @IvankaTrumpHQ, ela tratará apenas de suas marcas de roupa e de joias; já sua conta @IvankaTrump, seguida por mais de 2,4 milhões de pessoas, será sua conta "pessoal"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/11/2016 21:36

Acusada de conflito de interesses, Ivanka Trump, filha do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, decidiu separar seus negócios de suas opiniões políticas, começando por suas contas nas redes sociais.
 
 
Em uma carta publicada na terça-feira (22/11) no Instagram e Twitter, Ivanka Trump explica a seus seguidores que usará duas contas separadas.

No perfil @IvankaTrumpHQ, ela tratará apenas de suas marcas de roupa e de joias. Já sua conta @IvankaTrump, seguida por mais de 2,4 milhões de pessoas, será sua conta "pessoal".

"A missão da nossa companhia não é política, nunca foi e nunca será", indicou ela, no comunicado.

Nessa nota, Ivanka Trump ressalta que essa divisão permitirá às suas empresas ficar à margem da política e que, na conta "pessoal", a filha do presidente eleito expressará suas opiniões.

"Como cidadã, plenamente consciente de sua maior visibilidade, (Ivanka) multiplicará seus esforços por tomar uma posição frente aos problemas importantes para as mulheres e para as famílias americanas", completou o texto.

Ivanka Trump e os irmãos vão administrar juntos as propriedades e os negócios do pai, enquanto ele for presidente dos Estados Unidos.

Muito presente na campanha presidencial, Ivanka causou polêmica ao aparecer sentada junto com o premiê do Japão, Shinzo Abe, durante uma reunião com o presidente americano eleito, na última quinta (17). Sua presença no encontro levantou uma série de questões sobre conflitos de interesse que poderão marcar os próximos quatro anos.

Além disso, conversou por telefone com o presidente da Argentina, Mauricio Macri. Segundo a chanceler do país sul-americano, Susana Malcorra, ambos tiveram uma "conversa trivial".

Alguns jornais começaram a apontar Ivanka como a verdadeira "primeira-dama", em vez de Melania, atual mulher de Trump, que tem um perfil mais discreto e bastante coadjuvante.
 
Por France-Press 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.