SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Arquidiocese de Brasília promove acolhida a dom Sergio da Rocha

O cardeal arcebispo celebrou uma missa na manhã deste domingo (27/11) na Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/11/2016 11:02 / atualizado em 27/11/2016 15:30

Anderson Mendanha/Arquidiocese de Brasília/Divulgação
 
 
Para comemorar o cardinalato de dom Sergio da Rocha, a Arquidiocese de Brasília promoveu uma missa de acolhimento para o religioso. A missa foi celebrada às 08h30 na Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida e foi a primeira celebrada por dom Sergio oficialmente como cardeal. Cerca de 2 mil pessoas acompanharam a celebração.

Dom Sergio da Rocha foi nomeado cardeal pelo Papa Francisco em 19 de novembro deste ano. Outros 16 religiosos também foram condecorados, fazendo com que o Colégio cardinalício fique com 120 componentes -- teto máximo estabelecido por Paulo VI para um eventual conclave. 

Com a escolha de dom Sergio, a Igreja no Brasil passa a ter cinco cardeais eleitores: dom Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo (SP); dom Raymundo Damasceno Assis, arcebispo de Aparecida (SP); dom João Braz de Aviz, prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica (Vaticano); dom Orani João Tempesta (RJ). 

Este foi o terceiro consistório do pontificado de Francisco, após a criação de 19 cardeais, entre os quais 16 eleitores, em 22 de fevereiro de 2014, e de 20 cardeais (15 eleitores) em 14 de fevereiro de 2015.


Biografia de dom Sergio


Dom Sergio da Rocha nasceu em Dobrada, município do estado de São Paulo, em 1959. Foi nomeado arcebispo de Brasília em 15 de junho de 2011 pelo Papa Bento XVI e, desde abril de 2015, preside a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Estudou filosofia no Seminário Diocesano de São Carlos (SP), teologia no Instituto Teológico de Campinas (SP), concluiu mestrado em teologia moral na Faculdade Teológica Nossa Senhora da Assunção, em São Paulo, e doutorado na mesma disciplina junto à Academia Alfonsiana de Roma.

Foi ordenado sacerdote em 14 de dezembro de 1984 em Matão (SP). O religioso foi ainda pároco em Água Vermelha, coordenador da pastoral da Juventude de São Carlos, professor do Seminário Diocesano e diretor espiritual da Casa de Teologia de Campinas.

Também foi reitor do Seminário de Filosofia de São Carlos, coordenador da pastoral vocacional, vigário paroquial da Catedral da cidade e vigário paroquial em Nossa Senhora de Fátima, entre outros cargos.

No dia 13 de junho de 2001, foi nomeado bispo titular de Alba e auxiliar de Fortaleza (CE). Em 11 de agosto, recebeu a consagração episcopal, com o lema Omnia in Caritate (“Tudo na Caridade”, em português). Em 31 de janeiro de 2007, foi nomeado bispo coadjutor de Teresina (PI), e, em 2008, Arcebispo da capital piauiense.

De 2003 a 2007, dom Sergio foi membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé da CNBB; membro da Comissão Episcopal do Mutirão de Superação da Miséria e da Fome da CNBB; Secretário do Regional Nordeste I; Bispo referencial da Pastoral da Juventude e da Pastoral Vocacional no Regional Nordeste I.

De 2007 a maio de 2011, foi Presidente do Departamento de Vocações e Ministérios do CELAM; membro da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB, cargo que ocupou até maio de 2011; membro do Conselho Permanente da CNBB e Presidente do Regional Nordeste IV.

No dia 11 de maio de 2011, foi eleito Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé da CNBB, cargo mantido até 2015.

Em 2012, foi eleito como membro delegado da CNBB para participar como Padre Sinodal da 13ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos a se realizar no Vaticano de 7 a 28 de outubro daquele ano.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade