SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Estudantes da UnB fazem prova no chão por conta da ocupação

Desde 31 de outubro, vários espaços da universidade têm sido ocupados por alunos que protestam contra a PEC do teto de gastos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/11/2016 21:39 / atualizado em 28/11/2016 22:36

Fernando Jordão - Especial para o Correio /

Arquivo pessoal/Luisa Bonfá
 
 
Estudantes da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (Face) da Universidade de Brasília (UnB) usaram os corredores do prédio para fazer uma prova sentados no chão, por falta de salas desocupadas, nesta segunda-feira (28/11). Desde 31 de outubro, vários espaços do câmpus têm sido ocupados por alunos que protestam contra a PEC do teto de gastos.
 
 
A cena dos estudantes fazendo prova no chão foi flagrada por Luisa Bonfá, aluna do 7º semestre de Administração. Ele registrou e compartilhou a imagem nas redes sociais. "Eu fui apresentar um trabalho, passei pelo corredor e decidi fazer a foto porque eu tenho uma prova marcada para quarta-feira e a professora já avisou que faríamos do mesmo jeito", contou a jovem de 21 anos.

De acordo com Luisa, não há salas disponíveis na Face. Ela afirma, ainda, que está tendo aulas de apenas uma matéria. As demais foram canceladas ou estão sendo ofertadas pela plataforma de aprendizagem virtual da universidade — o moodle. "Eu acho um pouco incoerente os alunos que estão ocupando a universidade em prol da educação impedirem aulas e provas de serem realizadas", avaliou.

Sobre as dificuldades de fazer uma prova no corredor da faculdade, ela diz que, "além do barulho, que não deixa os estudantes se concentrarem, falta um lugar adequado para apoiar a prova. Minha professora mesmo já pediu para a gente levar uma prancheta. É desconfortável".
 
Em relação à atitude dos professores de manterem as avaliações, Luisa opina que "não acha correto, mas também não acha errado". "É o que tem para fazer já que não existem salas de aula. Conheço professores que deram aulas em restaurantes da UnB. Infelizmente, foi o meio que eles acharam para contornar essa situação", finaliza.
 
A UnB, por meio de sua assessoria de imprensa, confirmou que algumas aulas e provas estão sendo realizadas em outros espaços por conta da ocupação da universidade. Segundo a instituição, essa foi a maneira encontrada por professores para minimizar o prejuízo aos estudantes, evitando que eles percam o semestre. Tal atitude é, inclusive, apoiada e incentivada pelos alunos.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade