SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Ministério Público denuncia jovem acusado de matar servidor do Itamaraty

Crime aconteceu em outubro deste ano e teria sido motivado por desentendimento no pagamento de um programa. Corpo foi encontrado pela família em apartamento na Asa Sul

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/12/2016 17:01 / atualizado em 01/12/2016 17:09

Reprodução Facebook
 
O Ministério Público do Distrito Federal denunciou, nesta quarta-feira (30/11), Anderson Vieira Brito, 18 anos, acusado de matar o servidor Josué Nóbrega Pereira, 31, na madrugada de 19 de outubro deste ano. 


O jovem responderá por homicídio duplamente qualificado, devido o emprego de asfixia e a motivação fútil. Por ter sido encontrado com o carro da vítima, Anderson Vieira ainda responderá por furto qualificado.
 

Assassinato 

A vítima foi encontrada por familiares um dia após o assassinato, em um apartamento da 307 Sul, onde o assistente de chancelaria do Ministério de Relações Exteriores morava. Josué Nóbrega teria sido asfixiado pelo jovem após uma discussão sobre o contrato de um programa, em que Anderson receberia R$ 150 reais.

Anderson relatou, em depoimento, que seria garoto de programa e que foi abordado em um ponto de ônibus por volta das 23h da terça-feira, 18 de outubro, e que se desentendeu com o servidor por volta das 2h, quando o assassinato aconteceu. 

O homem foi encontrado dirigindo o carro do servidor, no dia do assassinato e foi encaminhado à delegacia para prestar depoimento, mas a prisão preventiva foi decretada apenas na tarde do dia seguinte. 
 
Com informações do MPDFT 
 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade