Rollemberg anuncia que melhorias em Vicente Pires devem começar em 15 dias

O Ibram liberou as obras de infraestrutura, que estavam em análise desde 2008. Elas devem começar ainda este mês e beneficiar cerca de 80 mil moradores da região. Serão investidos R$ 475 milhões

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/12/2016 06:00 / atualizado em 02/12/2016 00:48

Minervino Junior/CB/D.A Press - 23/3/16

Paradas pela burocracia, as obras de infraestrutura em Vicente Pires devem começar em 15 dias. O anúncio é do governador Rodrigo Rollemberg. O Instituto Brasília Ambiental (Ibram) liberou licenças para o Governo do Distrito Federal e a Agência de Desenvolvimento do DF (Terracap) iniciarem as construções na região. Serão erguidas quatro pontes internas, dois viadutos ligando a Estrutural a Vicente Pires, calçamento e também drenagem pluvial. Toda a área será beneficiada pelas obras, atendendo mais de 80 mil pessoas.
O valor investido na região será de R$ 475 milhões, sendo R$ 400 milhões de um financiamento junto à Caixa Econômica Federal e o restante custeado com recursos do GDF. A área que receberá a maior parte do montante são as Glebas 2 e 4, com R$ 283 milhões. Desde 2008, o processo de licenciamento estava em andamento dentro do Ibram. “Estamos desenrolando temas que estão parados há muito tempo, sem começar por estarem engasgados na burocracia”, explicou Rollemberg. O licenciamento saiu na última terça-feira.

As primeiras construções serão as pontes internas e devem começar até o fim de dezembro. Em cima do córrego Vicente Pires, ligando a região do Jockey, entre a Gleba 3 e a Gleba 2, serão erguidas duas pontes. Na área do Córrego Samambaia, ligando a Gleba 2 e a 1, serão construídas outras duas. Na Estrutural, estão previstos dois viadutos de acesso à região também. As chuvas previstas para este período do ano e as festividades de fim de ano são os motivos para que as demais obras de infraestrutura, como as de drenagem e de calçamento, só comecem a partir de janeiro de 2017, de acordo com o governador. “Nós já fizemos mais de 5 mil ligações de esgoto na região. Com o licenciamento, vamos iniciar nas maiores regiões, como a Gleba 2”, explicou.
 
A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
deusdede
deusdede - 02 de Dezembro às 09:09
A caixa entra com R$400 milhóes e o GDF o restante. O GDF não tem dinheiro p/saúde, pagamento de funcionários, fornecedores e prestadores de serviços. Esqueci, pagar não da votos. É uma brincanagem.