Hemocentro terá show com a bateria da Aruc para quem doar sangue na sexta

A apresentação, marcada para as 9h30, foi organizada para atrair mais doadores e reforçar os bancos de sangue antes do feriado prolongado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/02/2017 16:24 / atualizado em 23/02/2017 18:19

Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press
 
A Fundação Hemocentro de Brasília terá programação especial para quem for doar sangue nesta sexta-feira (24/2). Os doadores poderão participar de um aquecimento pré-carnaval com um show da Associação Unidos do Cruzeiro (Aruc). A apresentação, que está marcada para as 9h30, na área externa da unidade, foi organizada para atrair mais doadores e reforçar os bancos de sangue antes do feriado prolongado. Isso porque, durante as festas, o número de acidentes pode ser maior e o número de doações, menor, devido aos horários limitados de doação. 

 
No sábado (25), a instituição estará aberta das 7h às 18h. Na seguda-feira (27), o fechamento será mais cedo, às 13h. Na terça-feira (28), a unidade não estará aberta. Já na quarta-feira de Cinzas (1º/3), o funcionamento ocorrerá entre 14h e 18h. 

Para doar

Para ser doador, o cidadão precisa ter entre 16 e 69 anos, pesar 50kg ou mais, estar saudável e não ter ingerido bebidas alcoólicas 12 horas antes nem ter feito o uso de medicamentos. É importante que o doador também se alimente antes da doação. Confira outras regras no site da Fundação

Unidos do Cruzeiro
Aos 55 anos de existência, a Aruc é a escola de samba que mais venceu desfiles do carnaval brasiliense. Em 52 competições entre 1962 e 2014, venceu 31, e ganhou o título de Patrimônio Cultural Imaterial pelo GDF em 2009. 
 

Show de doações 

Fundação Hemocentro de Brasília
Endereço: Quadra 3 do Setor Médico-Hospitalar Norte
Sexta-feira (24/2)
Das 9h30 às 10h30
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
marta
marta - 23 de Fevereiro às 20:27
Eles deveriam eram fiscalizar as vagas de estacionamento pra que os doadores tivessem onde deixar o carro, fui duas vezes lá e tive que ir embora pois não encontrei vaga , e as vagas destinada ao doador estavam ocupadas por alunos da faculdade do Gdf . Deveria ter um controle e mais vagas.