GDF sugere mudar local de Baratona e Raparigueiros após casos de violência

Os blocos desfilaram no Eixão Sul e reuniram 350 mil pessoas em dois dias. Ao menos três foram esfaqueados em meio à aglomeração de foliões. Agremiações e a população devem ser consultadas sobre a mudança

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/03/2017 20:08 / atualizado em 01/03/2017 21:18

Minervino Junior/CB/D.A Press
 
Diante dos casos de violência registrados em blocos que desfilaram no carnaval deste ano, o Governo do Distrito Federal manifestou intenção de alterar os locais de concentração do Baratona e do Raparigueiros. Os dois eventos ocorrem, todos os anos, nos domingos e nas terças-feiras de carnaval, na 108 e na 110 Sul, mas acabam se misturando e virando um bloco só.
 
 
Neste ano, o público estimado pela Secretaria de Segurança Pública e da Paz Social (SSP-DF) foi de 180 mil pessoas no domingo e 170 mil no último dia do carnaval. Durante coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (1º/3), a secretária Márcia de Alencar afirmou, sem sugerir um local, que vai propor a mudança do bloco para uma região mais segura e que facilite o trânsito das forças de segurança entre os foliões. A SSP realizará audiências públicas com a sociedade e com os presidentes dos blocos para escolher outro lugar para a festa do Raparigueiros e do Baratona.
  
Márcia também destacou que o bloco Babydoll de Nylon reuniu 160 mil pessoas e que não registrou nenhum caso de violência. Para ela, as características do Eixo Monumental, onde se concentrou o Babydoll, fazem da via um "sambódromo natural". A secretária disse ainda que o efetivo de policiais militares que fez a segurança do local foi suficiente.
 
Protegidos pelo anonimato da multidão, algumas pessoas aproveitaram para praticar crimes e atos de violência no aglomeração de foliões no Eixão Sul na última terça-feira. O caso mais recente, registrado em imagens pelo repórter fotográfico do Correio Minervino Júnior, mostra um jovem de 18 anos atacando um folião com uma faca. O rapaz chegou a ser preso, mas vai responder em liberdade.

O presidente da Raparigueiros, Wellinton Santana, detalhou que diversas audiências públicas já foram realizadas para discutir os locais dos blocos. "Não adianta mudar de local.  Na terça-feira, o Eixão ficou tomado com mais de 200 mil pessoas. Um público grande para uma baixo efetivo de policiais que foram escalados por falta de planejamento", reclamou.
 
O presidente do Baratona, Paulo Henrique de Oliveira, disse que, independentemente do local, quem não tem espírito de carnaval e quer fazer confusão, fará da mesma maneira. "Tivemos um ano que o governo transferiu as festividades para o Autódromo, o carnaval de rua quase morreu com isso. Tudo que é pedido para a organização para minimizar os efeitos dos blocos no Eixão é feito. Vamos procurar nossos direitos caso, de fato, o governo proponha essa mudança." 
 
 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
wilden
wilden - 02de Março às 16:39
Tem que mudar é a Lei.
 
wandy
wandy - 02de Março às 10:41
Perfeito!!! Jamais vou entender este fenômeno chamado, Carnaval. Um povo sofrido, roubado, explorado, muitas vezes sem perspectivas, de uma hora pra outra, explode numa alegria sem motivo...sem limites, sem pudor. Homens que até sexta feira, trabalharam de terno e gravata, no sábado vão para as ruas, maquiados, vestidos de mulher, sutien por cima de peitos peludos, braços e pernas cabeludas, numa imitação grotesca e sem sentido do sexo feminino. Mulheres que se matam em trabalhos, muitas vezes degradantes e mal remunerados...sofrem nas filas de hospitais e creches, aparecem na passarela, cobertas de brilho e rebolando, como se não houvesse o amanhã. Os canalhas no poder, adoram esta orgia sem sentido, porque pelo menos por alguns dias, o povo está olhando pro outro lado, enquanto eles continuam sugando cada gota de sangue e cada centavo que puderem roubar. As ruas estão tomadas de foliões urrando de alegria...e eu me pergunto: VOCÊ ESTÁ ALEGRE PORQUÊ, OTÁRIO ??? Sua vida melhorou de ontem pra hoje? Seu salário aumentou? Seu filho entrou numa boa escola? Se você cair de um trio elétrico e quebrar a cabeça, vão te levar para um bom hospital? Você terá água em casa, pra tomar banho, quando voltar da gandaia? Então me explica, seu trouxa...TA RINDO DE QUE??? Você irá pra rua com esta mesma vontade, pra protestar contra esta roubalheira absurda, que está destruindo a vc e ao nosso país? Por estas e outras que os governantes adoram Carnaval e eu jamais vou entender porque nosso povo é tão alienado. Arnaldo Jabor
 
Tolerancia
Tolerancia - 02de Março às 16:18
Perfeita sua colocação Wandy! Concordo com tudo o que disse e com o que esqueceu de dizer.
 
Tolerancia
Tolerancia - 02de Março às 08:43
O maior Problema não é o Local e sim as Pessoas que vão participarem do evento, não se contentam em irem apenas atrás dos Blocos e sim invadem os Blocos Residenciais fazendo dali uma Orgia, fiquei incrédula com a situação que vivi duas vezes quando fui buscar meus filhos no Galinho, os blocos residenciais da 202/203 sul estava impraticável. No Eixão dia da Baratona e Raparigueiros a mesma situação. E o Pior é o fechamento de vias secundárias para quem não é adepto de folia.