SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Aniversário de Brasília terá shows para todas as tribos; veja a programação

Comemorações começam nesta sexta-feira e seguem por todo o fim de semana; Elba Ramalho e Raça Negra são as principais atrações

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/04/2017 06:00 / atualizado em 20/04/2017 00:19

Inês Campelo/DP/D.A Press - 22/6/16
Brasília será palco de diversas atrações neste feriado e fim de semana. Para comemorar os 57 anos, a cidade contará com uma programação especial. A ideia é festejar o aniversário da capital celebrando a cultura, a identidade e o patrimônio do Distrito Federal. Para entrar no clima de celebração, o brasiliense poderá curtir shows de graça.
 

As apresentações na Torre de TV começam amanhã, às 18h, com o forró de Dona Gracinha da Sanfona. Em seguida, às 19h, sobe ao palco a Ciclone na Muringa, banda que mistura ritmos populares. Depois, é a vez do grupo Dê um Rolê, que fará uma homenagem aos Novos Baianos, às 20h. A cantora Elba Ramalho encerra o primeiro dia de atrações, às 22h. A paraibana está escalada para animar a galera com o show O Carnaval do Brasil. A discotecagem da festa fica por conta do DJ Nagô.

No sábado, o grupo Raça Negra será a atração principal da noite. Antes dos pagodeiros comandarem a festividade, haverá apresentações do DJ Barata, Boi do Seu Teodoro, Ciclone na Muringa, Trio Siridó. A sambista Cris Pereira canta às 20h40.

No domingo, encerrando as atividades na Torre de TV, a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro se apresenta a partir das 17h, acompanhada de jovens de projetos socioeducativos que trabalham com música. Ainda no domingo, na Praça dos Três Poderes, o público poderá curtir o violeiro Cacai Nunes, às 19h, seguido pelo grupo de choro Fernando César e Regional, às 20h. A música caipira de Renato Teixeira encerra as atividades do fim de semana, às 21h.

O custo total do evento, considerando gastos com infraestrutura, cachês, passagens aéreas e exposições, ficou em aproximadamente R$ 1,8 milhão, segundo a Secretaria de Cultura. Foram investidos R$ 263 mil na contratação dos talentos locais. Para os cachês de artistas nacionais mais a contratação do Boi do Seu Teodoro e da Aruc, foram investidos R$ 347 mil. Ainda segundo a pasta, as estruturas para os shows custaram R$ 661.715,24.

O tema da festa deste ano é Cultura, Patrimônio e Identidade. A escolha é uma referência aos 30 anos do reconhecimento do projeto urbanístico de Brasília pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) como patrimônio cultural da humanidade. E também aos 60 anos do concurso para projetar o Plano Piloto, vencido pelo arquiteto e urbanista Lucio Costa.

Programe-se


As comemorações do aniversário de Brasília incluem ainda filmes, espetáculos infantis, apresentações itinerantes e ações educativas.

 Exposição Mundez

» O Museu Nacional da República recebe a mostra até 4 de junho. A exposição reúne obras de artistas que marcaram os dois séculos de existência do museu na história da arte brasileira.

 Lobo Fest — 9º Festival Internacional de Filmes Curtíssimos

» O Cine Brasília sedia, de hoje a 23 de abril, o festival. A iniciativa conta com 185 produções nacionais e internacionais distribuídas em duas mostras competitivas e nove paralelas, com curtíssimos, curtas e longas-metragens.

 Quinta Cultural

» No Setor Comercial Sul, em frente ao Shopping Pátio Brasil, ocorre a primeira edição do Quinta Cultural de 2017. Das 12h às 23h de amanhã, o público poderá aproveitar atrações musicais e variedade gastronômicas. A compositora Ana Sucha anima a hora do almoço com canções autorais, que vão do folk romântico ao rock’n roll.

PicniK

» O evento domina o Estacionamento 4 do Parque da Cidade amanhã. Além de celebrar o aniversário da capital, o evento comemora cinco anos de existência.

 Black Spin Breakers

» Em 29 de abril, os dançarinos de hip-hop do grupo Black Spin Breakers abrem, às 18h, as atrações do aniversário de 60 anos da Vila Planalto, na Praça Nelson Corso.

 Catetinho

» Em 25 de abril, às 9h, membros do Centro Cultural e Social Grito de Liberdade apresentam o espetáculo de capoeira Quilombos da Liberdade, no Museu do Catetinho. Das 15h às 16h, a Cia. Teatral Mapati apresenta o espetáculo Da discórdia ao quadrilátero que “desescondeu o Brasil”.

 Museu Vivo da Memória Candanga

» Na próxima quinta-feira, às 9h, haverá o espetáculo Saci é uma Peça!, de Kamala Ramers. Em seguida, a Cia. Teatral Mapati estrela novamente a peça Da discórdia ao quadrilátero que “desescondeu o Brasil”.

 Praça dos Três Poderes

» Em 27 de abril, o Teatro Literário exibe o espetáculo Brincando com Livros. Das 15h às 16h, a Cia. Teatral Mapati fará uma última apresentação do espetáculo Da discórdia ao quadrilátero que “desescondeu o Brasil”.


 Metrô

» Três estações de metrô entram no clima de comemoração na tarde de 28 de abril. Na Rodoviária do Plano Piloto, a Estação Central será palco do Sarau Literário, às 16h30, seguido pelos músicos Roberto Corrêa e Badia Medeiros, acompanhados pelo Grupo de Catira. Às 18h30, Zé do Pife e as Juvelinas tocam no local. Em Samambaia, a Estação Terminal recebe, às 16h30, a Folia de Reis e a Dança de Roda do Grupo Menino Jesus de Praga de Brazlândia. Às 17h30, haverá apresentação do Teatro de Rua Carriola e, às 18h30, do projeto Aborígene: Trilhando Poesia. Na Estação Praça do Relógio, em Taguatinga, o projeto A Arte de Ler chega, às 16h30, numa apresentação poética, e a dupla sertaneja Macedo e Mariano toca às 17h30. A Orquestra Popular Percussiva Batukenjé fecha a programação no centro da região administrativa, às 18h30.

* Estagiária sob supervisão de Sibele Negromonte
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.