SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Operação em Águas Lindas apreende botijão de gás clandestinos

A ação contou com a presença da do Corpo de Bombeiros Militares do Goiás (CBMGO) e da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e está prevista para acabar durante a noite de hoje

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/04/2017 22:28 / atualizado em 20/04/2017 22:28

Na manhã desta quinta-feira (20/4), o Corpo de Bombeiros Militar de Goiás (CBMGO) e a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) promoveram, em Águas Lindas de Goiás, uma operação contra gás clandestino. A fiscalização da prefeitura também foi convidada para fazer a verificação da regularidade dos alvarás. A operação começou logo no início da manhã e durou o dia todo.


De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o objetivo era encontrar vendedores e revendedores de gás clandestinos e apreender os bujões. “A própria população denunciou, então nós fomos verificar. Os botijões que foram apreendidos só voltarão aos donos depois que eles regularizarem a situação junto à ANP e ao Corpo de Bombeiros”, explicou o Major Ramalho, comandante da região. A corporação afirmou também que não ocorreram prisões, apenas multas que podem variar de R$ 3 mil a R$ 120 mil, dependendo do número de infrações.

Ramalho explicou que comprar gás que não está regularizado pode causar uma série de prejuízos. “Primeiramente, esse gás clandestinos não tem o volume certo. Se tiver a menos, acaba sendo um prejuízo para o consumidor e, se tiver mais gás do que o permitido, pode vir a ter um excesso de pressão e estourar o vasilhame.” Além disso, as válvulas de segurança podem estar velhas, oferecendo risco aos usuários, e os botijão correm o risco de explodir.

Segundo a ANP, os responsáveis pela comercialização dos produtos foram autuados por comércio clandestino.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.