SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

"Véi" é a gíria mais brasiliense de todas na opinião do leitor do Correio

Em enquete promovida pelo Correio na facebook, a expressão ficou em primeiro lugar, seguida de "massa", "paia" e "fi"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/04/2017 18:21 / atualizado em 21/04/2017 18:57

 
 
Véi, massa, paia ou fi: Quais dessas gírias melhor define o brasiliense? Uma enquete do Correio divulgada no Facebook escolheu "véi" como a palavra mais influente no vocabulário candango, com 71,42% dos 4,9 mil votos. A segunda palavra escolhida pelo público foi "massa", com mil, seguida de "paia", com 270, e "fi", com 111. 

Nesses 57 anos de Brasília, além dessas expressões, podem ser ouvidas também em diferentes regiões do quadradinho "baú", "busão", "tesourinha", "pardal", "boto fé","cabuloso", entre tantas outras. Apesar de serem mais populares entre os jovens, algumas dessas gírias perduram gerações. 

No especial Made in Brasília, produzido em comemoração ao aniversário da cidade, o Correio fez uma reportagem completa sobre o significado dessas tais expressões brasilienses. No glossário, há mais de 30 palavras.


Teste o quão brasiliense você é

Além do vocabulário, os hábitos brasilienses podem ser peculiares. Os programas escolhidos para serem feitos em um feriado ou em um fim de semana ensolarado podem surpreender. 

De apreciar e fotografar, todos os dias, o céu da cidade, aclamar a primeira chuva de setembro (período da seca), assistir o pôr do sol de um ponto alto da cidade (embora seja um Planalto) ou fazer esportes radicais em um lago artificial. Para saber o quão brasiliense você é com essas atitudes, faça o teste.
 

Faixa de pedestre

Não é novidade para ninguém que o brasiliense é um apaixonado nato por onde vive. Ele sempre comenta por onde vai sobre a beleza e a organização da cidade, que é dividida por setores e siglas. Outra singularidade tão amada pelo candango é o respeito à faixa de pedestre, atitude pioneira da capital. 
 
A lei vale para todo o país, mas foi no Distrito Federal que a determinação saiu do papel e ganhou as ruas. Há 20 anos, a conduta virou rotina e um exemplo nacional de paz no trânsito. O fruto dessa transformação tem salvado vidas. 

Para ler mais matérias do especial Made in Brasília, clique aqui. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.