SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Apenas 56,6% do público-alvo recebeu vacina contra a gripe no DF

Foram 312,3 mil pessoas vacinadas, segundo os dados divulgados nesta quinta (18)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/05/2017 18:53 / atualizado em 18/05/2017 18:53

Marcelo Ferreira/CB/D.A Press - 2016

Um levantamento do Ministério da Saúde mostrou que, até a última quarta-feira (17), apenas 56,6% do público-alvo se imunizou durante a 19ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe no Distrito Federal. Foram 312,3 mil pessoas vacinadas, segundo os dados divulgados nesta quinta-feira (18), após o Dia D da campanha, no último sábado (13).

 

Leia mais notícias em Cidades 


O Ministério da Saúde informou que, ao todo, 407,7 mil vacinas foram aplicadas no DF. Contudo, a porcentagem de 56,6% não leva em consideração a população privada de liberdade, os funcionários do sistema prisional e as pessoas com comorbidades - duas ou mais doenças relacionadas -, porque o órgão não quantifica esses dados.

 

Desde o início da campanha, em 17 de abril, foram vacinadas 33,7% das crianças do DF; 51,1% dos trabalhadores de saúde; 43,1% das gestantes; 45,4% das puérperas - mulheres que acabaram de dar à luz; 74,3% dos idosos; e 62,8% dos professores. Entre as cinco regiões do país, o Centro-Oeste ficou em segundo lugar no desempenho da campanha e alcançou 53,1% do público-alvo nacional. Em todo o país, 53% do público-alvo, composto por 54,2 milhões de pessoas, foi vacinado.

 

O período de vacinação seguirá até 26 de maio. As doses disponíveis nos postos de saúde são destinadas aos seguintes grupos: crianças de seis meses a menores de cinco anos; pessoas com 60 anos ou mais; trabalhadores de saúde; povos indígenas; gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto); população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional; pessoas com doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais; e professores.

 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.