Suspeito de aplicar golpes em shopping da Asa Norte é preso pela PM

O homem estava na companhia de outras três pessoas, que portavam cartões de crédito de terceiros. O grupo ainda conseguiu fazer uma compra de R$13 mil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/06/2017 13:35 / atualizado em 15/06/2017 15:43

PMDF/ divulgação
A Polícia Militar prendeu, na noite desta quarta-feira (14/6), um suspeito de usar cartões de crédito de terceiros para fazer compras em shopping da Asa Norte. De acordo com informações da corporação, o criminoso estava na companhia de outras três pessoas tentando comprar aparelhos eletrônicos. Em uma das lojas, o grupo conseguiu efetuar uma compra no valor de R$13 mil.


Leia mais notícias em Cidades

Segundo a PM, o grupo chegou ao centro comercial em um carro Sandero vermelho, por volta das 20h. Primeiramente, o quarteto se direcionou a uma loja de aparelhos eletrônicos. No local, tentaram fazer uma compra no valor de R$ 4,5 mil. A vendedora do estabelecimento desconfiou do valor alto da transação e solicitou a identificação. O grupo se recusou a repassar algum documento, desistiu da aquisição e foi para outra loja. Depois do ocorrido, a atendente informou o caso à segurança do shopping, que entrou em contato com a corporação.

Ainda no mesmo centro comercial, o grupo conseguiu comprar três celulares no valor total de R$13 mil. No estacionamento, desistiram de sair do local com o veículo. Uma equipe da PM permaneceu na garagem, quando um dos envolvidos voltou para o automóvel.

O homem saiu do shopping com o carro. Os militares seguiram o Uno, porém, na altura do Balão do Colorado, ao perceber que estava sendo perseguido, o suspeito tentou aumentar a velocidade e acabou na proteção da via. Depois disso, tentou fugir no matagal, mas foi preso pelos policiais. Ele foi levado para a 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá). Os outros três envolvidos ainda estão foragidos.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.