Museu Ambiental de Águas Claras é reaberto após 4 anos de portas fechadas

Espaço voltou a funcionar essa semana no Parque de Águas Claras e é aberto ao público

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/06/2017 18:02 / atualizado em 15/06/2017 20:18

Cema
O Museu Ambiental do Parque de Águas Claras foi reinaugurado na última segunda-feira (12/6), após quatro anos de portas fechadas. O espaço, criado por iniciativa do Batalhão de Policiamento Ambiental da PMDF (BPMA), tem como objetivo principal educar ambientalmente a população do DF, crianças e adultos, com ações sobre a flora e a fauna do Distrito Federal. O local está aberto para visitação de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h, ou por agendamento.

 

Leia mais notícias de Cidades

  

O museu foi beneficiado com recursos provenientes de medidas alternativas, por indicação da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente e Patrimônio Cultural (Prodema), do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). Todo o valor arrecadado e investido é ferente a processos de crimes ambientais. A parceria do MPDFT ajudou a finalizar o museu de taxidermia, que é a técnica de recuperação e montagem de animais empalhados, para exibição e estudo. 

 

A solenidade de reinauguração contou com a participação de alunos da Escola Classe 103 de São Sebastião, professores e militares. Foram realizadas atividades de reciclagem de papel, pintura de rosto e apresentação do Teatro Lobo Guará e da banda da PMDF. De acordo com o comandante do BPMA, coronel William Araújo, animais encontrados mortos em operações do batalhão estão expostos no Museu. "O local tem o objetivo de contextualizar o habitat em que os animais vivem e mostrar que não se pode interferir nesse ambiente", disse o coronel.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.