Arraial Solidário: festa junina beneficente chega à décima edição

A tradicional festa junina do Correio Solidário chega à décima edição recheada de atrações. Tudo em prol de 2 mil crianças e 70 idosos assistidos pelo programa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/06/2017 07:30 / atualizado em 17/06/2017 20:20

Breno Fortes/CB/D.A Press

Quando a solidariedade embala o ritmo da diversão, a festa vai além de um momento de confraternização. Ela se transforma em ação social em prol de fazer o bem a crianças e idosos. É assim com o Arraial Solidário, evento realizado pelo programa Correio Braziliense Solidário.
 
Com a tradição de uma década, o festejo beneficente de São João chega à 10ª edição. O resultado é revertido em assistência para 10 instituições atendidas pelo Correio Solidário. Uma atitude que, muito mais do que a celebração, promove o bem-estar de aproximadamente 2 mil crianças e 70 idosos.
 
 
Este ano, o Arraial Solidário já tem data. O evento será em 24 de junho, no Minas Hall, no Setor de Clubes Norte, das 20h às 2h. A expectativa é de que a comemoração junina atraia centenas de pessoas que fazem a diferença na corrente do bem.
 
Além de integrar o esforço na campanha, quem for vai encontrar uma festa típica animada, repleta de comidas e bebidas características, boa música ao som de Miguel Santos e da banda de forró Tá Fervendo, além de muita animação.

Para garantir o clima do arraial, a decoração conta com bandeirinhas, espantalhos e chapéus caipiras. Entre as opções de diversão estão, ainda, um estúdio fotográfico no qual as pessoas podem posar para fazer retratos impressos na hora, além de uma pescaria vip. Entre as prendas, há até joias, presentes doados por lojas e empresários da cidade. Haverá, ainda, o tradicional correio elegante para os apaixonados trocarem bilhetes e paquerarem.
 
O recurso arrecadado será revertido de acordo com as necessidades de cada instituição. As verbas já foram empregadas para obras de estrutura de cozinhas, banheiros e refeitórios, além de compra de itens importantes, como fogão e geladeira.
 
As instituições de acolhimento de crianças e idosos ficam em cidades como Ceilândia, Samambaia, Candangolândia e Vila Planalto.
 
Edy Amaro/Esp. CB/D.A Press

 
A presidente do Correio Solidário, Nazareth Teixeira, lembrou que o programa existe há quase 15 anos e a realização dos eventos conta com o apoio da sociedade brasiliense. “Todos esses eventos destinam renda para a melhoria, a construção, a ampliação de obras nas instituições que acolhem crianças e idosos. Tudo para promover o conforto necessário a essas pessoas”, ressaltou. Quem ajuda recebe a gratificação pessoal por fazer o bem. “A sociedade brasiliense abraçou essa causa. Muita gente que queria ajudar e não conhecia o caminho encontrou um trabalho sério e gratificante. Muitos costumam acompanhar quando a creche inaugura algum trabalho, por exemplo”, destacou.

Reconhecimento
 
Uma das instituições beneficiada é o Centro Comunitário da Criança, em Ceilândia. Segundo a gestora do instituto, Hellen Mota, o local comemora 32 anos em 2017 e, durante esse período, enfrentou dificuldades, como falta de recurso e desafios para dar andamento ao trabalho e manter os serviços de qualidade. “Nesse processo, o Correio Solidário vem na contramão dessas dificuldades. Começamos, por exemplo, atendendo 250 crianças e, hoje, prestamos assistência a quase 800. Eram duas unidades e agora são quatro, todas em Ceilândia”, ressaltou.

Hellen destacou ainda que, além das ampliações com a assistência, o centro consegue investir em equipamentos, cercamento, reformas de parquinhos e instalação de gramado em uma unidade que antes era só de terra. “E não recebemos simplesmente doação financeira. Para alguns, pode parecer só uma transformação física, mas o Centro Comunitário da Criança é a realização e a concretização de sonhos. Nesse espaço, realizamos transformação social, econômica e educacional”, reforçou.

Programe-se
 
10ª edição do Arraial Solidário
Quando: 24 de junho, das 20h às 2h
Onde: Minas Hall — Setor de Clubes Norte, Trecho 3, Conjunto 6
Informações: 3214-1401

Para saber mais
 
Inspiração mineira

O Programa Correio Solidário foi importado de Belo Horizonte, em 2003. Na capital mineira, era voltado para ajudar crianças na época do Natal. Hoje, são diversos eventos promovidos pelo projeto social, como Arraial Solidário, Feijão Solidário, Halloween Solidário, Noite Solidária, entre outros. São eles que permitem a captação de recursos, que, posteriormente, são repassados às instituições parceiras. Outro meio de arrecadação é a doação espontânea de pessoas físicas e jurídicas, além de parcerias institucionais e com entidades e empresas promotoras de eventos.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.