Na orla, Parque Cláudio Sant'Anna recebe 6 mil visitantes por semana

O recém-inaugurado parque Deck Sul recebe aproximadamente 6 mil visitantes por semana. No sábado e no domingo, fica lotado

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/06/2017 07:00 / atualizado em 19/06/2017 15:55

Ana Rayssa/Esp. CB/D.A
 
Cadeira de praia, caixa de som, coco gelado, chapéu e jornal. Esses são os itens que a recém-aposentada Ana Maria Azevedo, 55 anos, leva para relaxar no Parque Parque Cláudio Sant'Anna, antigo Deck Sul, inaugurado há menos de um mês, às margens do Lago Paranoá. “O local é muito agradável. Posiciono minha cadeira no píer, coloco uma música boa para tocar e fico aqui tomando sol, lendo meu jornal e conversando no WhatsApp, enquanto meu marido pesca”, conta a moradora da Octogonal.
 
 
Desde que foi aberto ao público, em 28 de maio, o parque tem sido bastante frequentado. Nos fins de semana, está sempre lotado. A estimativa da Novacap é de que o Cláudio Sant'Anna receba aproximadamente 6 mil visitantes por semana.
 
 
“O que eu mais gosto no Deck Sul é que é um espaço muito familiar, que reúne crianças, adolescentes, adultos e idosos”, aponta o servidor público Ademário Nogueira, 52. Morador do Gama, ele frequenta assiduamente o local, seja com amigos ou com a neta.
 
No entanto, faz algumas observações de pontos que poderiam melhorar. “O maior problema de todos é a falta de banheiros. Outro, é a dificuldade para estacionar. Poderiam ampliar o estacionamento. Também acho que poderiam contratar alguns guardas, pois não há uma mínima estrutura de segurança”, avalia.
  
A inexistência de banheiros no local é uma reclamação unânime entre os visitantes. “O espaço é muito legal e as pessoas gostam de passar o dia inteiro aqui, mas, se sentimos vontade de ir ao banheiro, precisamos pegar o carro e ir até o Pier 21”, frisa Bruno de Lima, que vende açaí no parque.
 
Ana Rayssa/Esp. CB/D.A
 
Ele e o irmão, David de Lima, montaram o negócio no próprio carro. A Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) informou que a solução está sendo encaminhada e que aguarda recursos para implementar o projeto de instalação dos banheiros.
 
Diversidade

No local, há diversas barracas e vendedores ambulantes que oferecem água de coco, açaí, cachorro-quente, sucos e até sorvetes artesanais.
 
“Eu e meu sócio abrimos uma sorveteria artesanal há cerca de duas semanas e estávamos buscando bons lugares para vender. Eu não conhecia o Parque Cláudio Sant'Anna, até que, um dia, passei aqui em frente, fiquei impressionado com o movimento e decidi trazer o sorvete para cá”, afirma Luís Pedro Lapa, 23, que usa uma técnica tailandesa na produção dos sorvetes, feitos em cima de uma chapa gelada que chega a uma temperatura de -30ºC.

A diversidade de atrações também é presente, com pistas de caminhada e de skate, aparelhos para quem quer se exercitar, ciclovia, parques infantis e quadras poliesportivas.

Quem vai uma vez costuma voltar, como é o caso do policial civil Luís Carlos Silva Teixeira, 49. Ele visitou o local e, depois, voltou com os amigos. Sentado no píer, o grupo descansava e conversava ontem pela manhã. “O clima é muito agradável. Recomendo a visita”, comenta.

A beleza do calçadão à beira do lago chama a atenção. É comum esbarrar com diversas pessoas fotografando a vista para a Ponte das Garças, a vegetação do parque ou tirando selfies com o lago como fundo.
 
Ana Rayssa/Esp. CB/D.A
 
 
Com uma câmera profissional, o estudante Juan Caballero, 19, fez questão de registrar a primeira visita ao local. Ele e os três amigos que o acompanhavam se sentaram e bateram diversas fotos. “Esta é a nossa primeira vez aqui e gostamos bastante. O lugar é lindo”, diz.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Sidnei
Sidnei - 19 de Junho às 22:28
Como positivo realmente ficou um local muito bonito e que pode ser bem aproveitado pela sociedade, porém algumas coisas me chamaram atenção! A primeira "coisa" foi o local não ter banheiros, segunda foi a grande quantidade de lixo e a terceira foi o nosso dinheiro ser jogado fora com aquelas calçadas de péssima qualidade, parece que esqueceram de colocar cimento no concreto e as calçadas estão se "decompondo, virando farelo", o responsável pela aprovação desse trabalho deveria rever essa questão! Um absurdo isso!!!!
 
Emy
Emy - 19 de Junho às 08:14
Lugar lindo, maravilhoso! Mas não dá pra deixar de comentar a falta de consciência das pessoas que jogam lixo no lago. Embaixo do deck está cheio de garrafas, latinhas, sacos plásticos... É triste isso.