Em paralisação relâmpago, rodoviários reivindicam reajustes

A categoria espera que, na próxima semana, empresas do setor apresentem a proposta combinada na última assembleia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/08/2017 23:45 / atualizado em 05/08/2017 00:06

Motoristas e cobradores de ônibus fizeram uma paralisação de uma hora na tarde desta sexta-feira (4/8), na Rodoviária do Plano Piloto. Entre as 16h e as 17h, o protesto causou tumulto na plataforma inferior do local e travou a entrada e a saída de ônibus nas plataformas.

 

Leia mais notícias em Cidades

 

A categoria reivindica parte de um reajuste salarial oferecido pela empresas de transporte público do DF. Segundo José Carlos Fonseca, diretor do Sindicato dos Rodoviários do Distrito Federal, o prazo para apresentação de nova proposta é quarta-feira (9). “Faltam cinco dias para vencer o acordo e ainda não tivemos retorno."

 

"Se não apresentarem uma proposta que seja satisfatória, semana que vem retomaremos a paralisação", afirmou. A Associação das Empresas do Transporte Público do DF esclareceu que, também nessa sexta, rodoviários receberam o pagamento com o reajuste de 4% acordado na última assembleia. O que está sendo discutido são outros pontos do acordo coletivofirmado em 7 de julho, quando a categoria reivindicou melhores salários.

 

No acordo do mês passado, rodoviários reivindicaram aumento salarial de 10%, mas a proposta patronal ofereceu uma reposição salarial de 3,987% - percentual equivalente ao INPC de abril de 2017 -, mesmo índice de reajuste oferecido para vale-refeição e alimentação, cesta básica e planos de saúde e odontológico, retroativo à data base.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.