Vendas no DF devem crescer 3% com o Dia dos Pais, prevê Sindivarejista

Peças do vestuário masculino, perfumes e materiais esportivos são os artigos mais comprados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/08/2017 08:30 / atualizado em 08/08/2017 15:17

Hugo Gonçalves/Esp. CB/D.A Press
 
As vendas para o Dia dos Pais, comemorado no próximo domingo (13/8), devem aumentar 3% no Distrito Federal. A previsão é do Sindicato do Comércio Varejista do DF (Sindivarejista). Roupas, calçados, cintos, gravatas, perfumes e material esportivo seguem sendo os presentes mais procurados na maioria das lojas que, para expandir as vendas, parcelam o pagamento e dão descontos. O gasto médio com esses artigos devem girar em torno de R$ 160 - no ano passado, essa média era de R$ 155.
 

Os cartões de crédito são responsáveis por 90% das vendas. Para Edson de Castro, presidente do Sindivarejista, isso se deve à diminuição do endividamento no cartão e à queda da inflação e dos juros. Além disso, os saques do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), a diminuição sensível no desemprego e a concorrência acirrada entre os varejistas contribuirão para o aumento nas compras. “Movimenta a economia sem afetar o bolso de ninguém. Não precisa se endividar, comprando presentes de até R$ 160”, observa. 

Edson frisa que as vendas para o Dia das Mães, em maio, e para o Dia dos Namorados, em junho, subiram, em média, 2%, e o Dia dos Pais não deve ficar para trás. “As compras durante esta semana serão um termômetro para as vendas no resto do ano. Os comerciantes poderão se animar e, a partir deste mês, já começarem a requisitar empregados para reforçarem o quadro de funcionários a fim de atender a demanda de datas festivas, como Dia das Crianças e Natal”, afirma.

No próximo domingo, as lojas de shoppings funcionarão de acordo com o horário firmado por cada um dos centros de compras.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.