Instituição que atende crianças carentes no Itapoã pede ajuda após furto

O projeto atendia 41 crianças e outras 150 estão em uma lista de espera. Sem os objetos furtados, a ONG não tem condições de continuar o trabalho

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/08/2017 16:45 / atualizado em 08/08/2017 18:54

Priscila Rocha/Esp. CB/D.A Press


A estrada de terra, com lixo às margens, leva a uma chácara no Itapoã - a 25km do centro de Brasília. Lá funciona o projeto Coração do Itapoã, mantido pela Organização não Governamental (Ong) Sociedade do Amor e Ação, em um espaço de 28m², cedida pelo diplomata Luiz Felipe Magioli e Mello. Uma casa nos fundos do terreno dispõe de salas de aula, de informática e de espaço para leitura. As 41 crianças e adolescentes, entre 6 e 15 anos, atendidas pelo programa deixaram de frequentar o local. Elas estudavam música, inglês e participavam de outras atividades complementares no contraturno escolar, além de terem três refeições diárias. A instituição está sem condições de atender após um roubo na madrugada de 24 de junho deste ano, véspera da festa junina da fundação.


A coordenadora do Coração do Itapoã, Suzie Hartmmann, diz que os ladrões levaram nove computadores, todos os instrumentos musicais, entre baterias, flautas, caixas de som, pandeiros, cavaquinhos, violinos, ukuleles e violões. Eles também saquearam a dispensa e levaram toda a comida que seria oferecida para 200 convidados durante a festa junina. “A gente tinha recebido muita doação de frango, canjica, tudo para a nossa festinha”, relata. 

Suzie pede auxílio da população para a instituição não fechar as portas. “Quem puder ajudar pode apadrinhar uma criança, conhecer o projeto, vir visitar a gente e participar das festas. Toda ajuda é bem-vinda”, apela. O Coração do Itapoã recebe donativos de roupas, calçados, comida, instrumentos, computadores, brinquedos, incluindo parquinho, e contribuições. “A recompensa que se tem aqui é na alma, porque essas crianças são afetuosas e agradecem. Elas são gratas e é maravilhoso, porque é um trabalho que, ao mesmo tempo, é desgastante e muito sacrificante”, conta. 

Solidariedade


Chão batido, varal de arame, pequeno galinheiro, cachorros e as brasas de um fogo próximo ao portão. Essa é a casa de Vanda Maia, 49 anos, moradora do Itapoã. A senhora teve 17 filhos. Nove vivem com ela ou nas redondezas. Os outros oito morreram, um deles assassinado a tiros, em 2013. O lar de Vanda está sempre cheio, nem ela sabe dizer a quantidade de netos que também moram na casa. O marido é quem sustenta a família com o aluguel de mesas e cadeiras para festa. Na segunda-feira (7/8), ela prepara o almoço da família na fogueira improvisada, porque o gás de cozinha havia acabado. No cardápio, arroz, feijão e ovo frito. As próximas refeições serão mais fartas, porque, naquela tarde, a família recebeu donativos - cesta básica, mandioca, leite e cobertores.

Priscila Rocha/Esp. CB/D.A Press

Dois meninos pequenos saltavam de felicidade, com sorriso largo, enquanto os braços e as mãos fechadas acompanhavam os pulos. A ajuda chegou por meio das contribuições dos amigos de Suzie. Vanda, emocionada, agradeceu os donativos. “Eu quero que Deus os abençoe muito. Tem gente que passa fome, necessidade e frio, não tem o que comer. Quero que eles continuem ajudando quem precisa”, pede. Um dos filhos de Vanda, Alisson, 9 anos, frequentava o projeto Coração do Itapoã.

Maricélia Pereira dos Santos, 32 anos, é mãe de cinco filhos, entre 6 a 14 anos - dos quais três são atendidos pelo mesmo projeto. “É melhor os filhos aprendendo do que na rua. A educação vem de casa e lá é um complemento”, conta. Ela e o marido, Luiz Gustavo Marcelino, 28 anos, são vendedores ambulantes e sustentam a família com uma renda de, aproximadamente, R$ 1.200.

 
Ajude 

Os interessados em ajudar podem entrar em contato com a coordenadora, Suzie Hartmmann, pelo telefone (61) 99626-6868 ou na Ong Sociedade do Amor em Ação, (61) 3033-2523. As contribuições financeiras podem ser depositadas pela Caixa Econômica, Agência 1556, Conta-corrente 3378-3 e CNPJ 02.572.733/0001-26.


 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.