Suspeito de esfaquear servidora na Asa Norte tinha cinco passagens na DCA

Três das apreensões aconteceram este ano. Vanessa foi morta em um latrocínio com a participação de um adulto nesta terça (8)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/08/2017 09:55 / atualizado em 10/08/2017 18:39

Minervino Júnior/CB/D.A press
 

O adolescente suspeito de desferir as facadas que mataram Maria Vanessa Veiga Esteves, 55 anos, na noite da última terça-feira (8/8) tem ao menos cinco passagens pela polícia. Três delas somente em 2017. Vanessa foi morta em um latrocínio com a participação de um adulto. A dupla surpreendeu a estudante de mestrado da Universidade de Brasília (UnB) e servidora temporária do Ministério da Cultura (MinC) quando ela chegava em casa, na 408 Norte. Após o crime, fugiram a pé para uma quitinete na 208 Norte.



Leia mais notícias em Cidades

Em 28 de julho, uma equipe da Polícia Militar passava pela 306 Norte e avistou o adolescente acompanhado de um comparsa. Os dois demonstraram nervosismo e o militar decidiu abordá-los. Na ação, descobriram que o jovem tinha um mandado de busca e apreensão em aberto e o encaminharam para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

Em 8 de maio, o adolescente foi apreendido por ato infracional análogo a roubo, por assaltar um adolescente e levar o celular, um caderno e um pendrive da vítima. O roubo também aconteceu na 306 Norte. Ele estava acompanhado de outras quatro pessoas na ação. Os militares levaram o grupo para a DCA.

Em 1º de janeiro deste ano, desta vez na 308 Norte, próximo ao Pão de Açúcar, o adolescente acabou apreendido por usar uma faca para roubar o celular de uma mulher. Antes dessa série de roubos, o garoto foi apreendido outras duas vezes em outubro de 2016.

No dia 28, na 406 Norte, ele foi apreendido por roubar um celular e, antes disso, no dia 9, nas proximidades do Hospital Regional de Taguatinga (HRT), por danificar um carro estacionado na área externa da unidade de saúde.

 

Flagrante

 

A apreensão do jovem e a prisão do segundo suspeito aconteceu por volta das 18h50 de quarta-feira (9/8). Com eles, foram encontrados os pertences da vítima. O delegado-chefe da 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte), Laércio Rosseto, está à frente do caso. Ele descreveu o crime como um ato inconsequente de “pessoas que desafiam a lei e não valorizam a vida de terceiros”. “Foi uma ação que mobilizou toda a equipe de policiais da 2ª Delegacia de Polícia (Asa Norte), no qual a gente realizou incessantes diligências de forma que, em menos de 24h, por meio do esforço de toda a equipe, conseguimos capturar os autores desse bárbaro, cruel e covarde crime de latrocínio”, afirmou.

 

A Polícia Civil encontrou a bolsa e os pertences de Vanessa em um contêiner de lixo na frente do prédio comercial da 208 Norte, onde fica a quitinete na qual os três suspeitos foram encontrados e presos em flagrante. Dentro do imóvel, a polícia também encontrou a faca utilizada no crime.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Luiz
Luiz - 14 de Agosto às 13:20
E o pior, ninguém pode ver a cara desse assassino pois é pequeninho ainda (15 anos e pouco)... Assim, quando ele sair da castiguinho, se você cruzar com o menino na rua nem saberá o demônio que está passando por você, provavelmente imaginando como enfiar uma faca nas suas costas. Eca...
 
wilden
wilden - 10 de Agosto às 16:42
Vagabundos, queria ver a cara de quem inventou esse ECA, já disse não são menores, são bandidos e devem ser tratados como tal, mudanças já nesse ECA pq se esse verme tivesse preso isso não teria acontecido, e não venham me dizer que são vítimas da sociedade.
 
ROBERTO
ROBERTO - 10 de Agosto às 15:35
É POR ESSAS E OUTRAS QUE SOU TOTALMENTE CONTRA O "ECA". ISSO É DIGNO DE PENA DE MORTE.
 
Alexandre
Alexandre - 10 de Agosto às 14:56
Não vai acontecer nada com este "menor". Enquanto tivermos este ECA que protege bandidos, a sociedade vai continuar sofrendo essas atrocidades.
 
Sonia
Sonia - 10 de Agosto às 14:27
Informações agora inúteis porque não evitaram um crime brutal e sem sentido. Quanto mais alguns tipos de drogas se espalham mais a violência insana cresce. Quanto a ser menor. Ele não foi menor quando enfiou uma faca covardemente nas costas de alguém assustado e indefeso.
 
Sonia
Sonia - 10 de Agosto às 14:24
Nenhuma dessas informações faz diferença já que não evitaram a morte brutal e estúpida desta jovem senhora que na mada fez do que estar vivendo no local que escolheu.
 
Júlio
Júlio - 10 de Agosto às 13:11
Será que os Direitos Humanos levarão pelo menos uma coroa de flores para o velório da vítima? Acho que não, hein, mas que eles visitarão o "menor coitadinho" que matou a vítima, isso eles farão quase com certeza. O ECA é um lixo, uma vergonha, uma lei de benesses para bandidos. Diga-me qual país minimamente desenvolvido que tem algo pelo menos parecido com esse ECA ( eca de nojo mesmo)? País com leis feitas para bandidos, com leis feitas por muitos bandidos, isso é Brasil!
 
Pablo
Pablo - 10 de Agosto às 12:30
PM prende e apreende, a justiça solta, enxugar gelo?
 
André
André - 10 de Agosto às 11:02
Essa é a hora que o ECA atrapalha a vida de todo mundo. Tem que ser preso e ser mantido preso. Por ser menor de idade estará nas ruas novamente em brevíssimo. Assim, não há outra solução a não ser eliminar.
 
Lucia
Lucia - 10 de Agosto às 10:55
Esse adolescente devia ser mandado pra casa da deputada imbecil que defende mini criminosos....Maria do Rosário, creio.....e ficar em "recuperação" logo será solto e fará coisas do diabo....ou entreguem o cara pro povo acabar com ele...o maior de idade que fique na jaula por mtos. anos.redução de maioridade pra 14 anos JÁ! Bolsonaro, nos ajude para que um dia esses monstros sejam exterminados sem dó ou piedade!