Publicidade

Estado de Minas

Acusado de latrocínio na Asa Norte tem prisão preventiva decretada

Justiça transformou em preventiva a prisão em flagrante de Alecsandro de Lima Dias, acusado de participar do latrocínio na 408 Norte


postado em 10/08/2017 13:53 / atualizado em 10/08/2017 18:43

Luis Nova/CB/D.A Press(foto: Alecsandro, 26 anos, deverá aguardar investigação preso )
Luis Nova/CB/D.A Press (foto: Alecsandro, 26 anos, deverá aguardar investigação preso )
Alecsandro de Lima Dias, 26 anos, acusado de participação no latrocínio da servidora pública e jornalista Maria Vanessa Veiga Esteves, 55 anos, na noite de quarta-feira (8/8), teve a prisão em flagrante convertida em prisão preventiva.
 
 
Após audiência de custódia, a Justiça decidiu que o acusado deverá aguardar na prisão a investigação do crime. Havia pouco mais de um mês que ele cumpria pena em regime domiciliar, por roubo.

Na decisão, o juiz Aragonê Nunes Fernandes reforçou a necessidade de manter o acusado sob custódia. De acordo com o magistrado, o acusado representa "claro risco à coletividade". Alecsandro tem várias passagens pela polícia desde a adolescência, e ficará preso por tempo indeterminado.
 

O crime

 
A apreensão do jovem e a prisão do segundo suspeito aconteceu por volta das 18h50 de quarta-feira (9/8), em uma quitinete na 208 Norte. Com eles, foram encontrados os pertences da vítima. A bolsa de Vanessa em um contêiner de lixo na frente do prédio comercial da quadra. No imóvel, a polícia encontrou a faca utilizada no crime. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade