Adolescente suspeito de esfaquear servidora do MinC tentou agredir agentes

Menor chegou agressivo à unidade de internação, em São Sebastião, após ser preso pela polícia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/08/2017 15:30 / atualizado em 11/08/2017 19:03

Ed Alves/CB/D.A Press

O adolescente suspeito de participar da morte da jornalista Maria Vanessa Veiga Esteves, 55 anos, na Asa Norte, tentou agredir agentes socioeducativos ao chegar à Unidade de Internação Provisória de São Sebastião (UIPSS), na noite de quinta-feira (10/8), informou ao Correio uma fonte de dentro da unidade.
 
 
Segundo o relato, o jovem tentou se desvencilhar e partiu para cima dos agentes que estavam na sala, mas foi controlado pelos agentes sem ferir ninguém. Ainda segundo a fonte, ele foi internado em uma cela separado dos demais socioeducandos. A agressividade do acusado surpreendeu quem estava na unidade quando ele deu entrada.

Após a publicação desta matéria, a Subsecretaria do Sistema Socioeducativo, ligada à Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude negou que o jovem tenha sido agressivo. "A Subsecretaria do Sistema Socioeducativo esclarece que não houve nenhuma tentativa de agressão, ou qualquer outro incidente relacionado ao adolescente citado na reportagem 'Adolescente suspeito de esfaquear servidora do MinC tentou agredir agentes'. A chegada dele na Unidade de Internação Provisória de São Sebastião foi tranquila, assim como está sendo sua convivência desde então", afirma o texto.

O adolescente é suspeito de ter desferido as facadas que levaram Maria Vanessa à morte na noite de terça-feira (8/8), durante o latrocínio que aconteceu na SQN 408. Foi apreendido na noite seguinte ao crime, em uma quitinete na 208 Norte. Outro homem também foi preso, acusado de participar do latrocínio (roubo com morte) da analista do Ministério da Cultura.

 
 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Marcus
Marcus - 14 de Agosto às 11:40
Quando mudaremos isso?esse marginal,deve ser mandado pra vala.Lugar de bandido é no cemitério! Não importa a idade,matou morre.
 
Tolerancia
Tolerancia - 11 de Agosto às 17:40
E o Pessoal dos Direitos dos Manos já repreenderam os AGENTES? Os AGENTES SOCIOEDUCATIVOS era para ter enfiado a MÃO nesse DELINQUENTE.
 
Bruno
Bruno - 11 de Agosto às 16:59
Cela separada? Melhor jogar logo numa câmara de gás !!
 
wilden
wilden - 11 de Agosto às 16:51
Vagabundo, se garante nessas leis fracas e nesse ECA, mudanças já nessas leis, isso não é menor é bandido.
 
Vaneide
Vaneide - 11 de Agosto às 16:28
Agressividade nada justifica sabe lá como foi criado, família?
 
marcos
marcos - 11 de Agosto às 16:07
Prá ele ficar beeeeemmmm calminho, tem um remédio muito bom, um tal de Pau-de-Arara, conhecem ? Logo logo ele fica bem calminho ...