Publicidade

Estado de Minas

Em uma semana, Caesb desativa 40 ligações clandestinas espalhadas pelo DF

Pessoas pegas cometendo as infrações deverão arcar com as despesas das ligações clandestinas


postado em 11/08/2017 21:21 / atualizado em 11/08/2017 22:07

(foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
(foto: Jefferson Rudy/Agência Senado)
Nos últimos sete dias, a equipe da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) identificou 40 irregularidades nas redes de água da região, entre ligações clandestinas e sabotagens em hidrômetros. Os fraudadores pegos terão de pagar por toda a água consumida, enquanto se beneficiaram do delito. Eles terão, ainda, de ressarcir as despesas com a retirada da ligação clandestina e os reparos na rede de abastecimento, feitos pela Caesb. Foram registrados Boletins de Ocorrência nas delegacias das localidades.


Em 2017, a empresa desativou aproximadamente mil ligações clandestinas de água no DF (520 a mais em comparação ao anterior). Algumas das irregularidades resultaram em mais de 200 ocorrências policiais. Para reduzir essas infrações, a Caesb emprega cerca de 27 equipes técnicas de campo a fim de combater as ligações clandestinas nas áreas urbanas regulares.

A Companhia estima que existam cerca de 38 mil ligações com consumo não autorizado espalhados pelo DF. O desvio desviou cerca de 680 milhões de litros e gerou um prejuízo que gira em torno de R$ 2,7 milhões ao mês.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade