Em uma semana, Caesb desativa 40 ligações clandestinas espalhadas pelo DF

Pessoas pegas cometendo as infrações deverão arcar com as despesas das ligações clandestinas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/08/2017 21:21 / atualizado em 11/08/2017 22:07

Jefferson Rudy/Agência Senado
Nos últimos sete dias, a equipe da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) identificou 40 irregularidades nas redes de água da região, entre ligações clandestinas e sabotagens em hidrômetros. Os fraudadores pegos terão de pagar por toda a água consumida, enquanto se beneficiaram do delito. Eles terão, ainda, de ressarcir as despesas com a retirada da ligação clandestina e os reparos na rede de abastecimento, feitos pela Caesb. Foram registrados Boletins de Ocorrência nas delegacias das localidades.


Em 2017, a empresa desativou aproximadamente mil ligações clandestinas de água no DF (520 a mais em comparação ao anterior). Algumas das irregularidades resultaram em mais de 200 ocorrências policiais. Para reduzir essas infrações, a Caesb emprega cerca de 27 equipes técnicas de campo a fim de combater as ligações clandestinas nas áreas urbanas regulares.

A Companhia estima que existam cerca de 38 mil ligações com consumo não autorizado espalhados pelo DF. O desvio desviou cerca de 680 milhões de litros e gerou um prejuízo que gira em torno de R$ 2,7 milhões ao mês.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.