Secretaria realizará oficinas para explicar edital dos Pontos de Cultura

As oficinas servirão para explicar a documentação necessária para participar do edital, esclarecer dúvidas e orientar os interessados sobre temas relacionados à nova Lei Cultura Viva

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/08/2017 12:54 / atualizado em 15/08/2017 14:02

Divulgação/Secretaria de Cultura
A Secretaria de Cultura do Distrito Federal realizará uma série de quatro oficinas para auxiliar os interessados em participar do edital de fomento da Rede de Pontos e Pontões de Cultura do DF. As oficinas servirão para explicar qual a documentação necessária para participar do edital, esclarecer dúvidas e orientar os interessados sobre temas relacionados à nova Lei Cultura Viva. Segundo a pasta, o certame ampliará a rede com mais 22 projetos de Ponto de Cultura e um projeto para um Pontão.

 

A primeira oficina será realizada no Museu Nacional, em 19 de agosto. No sábado seguinte (26/8), o encontro ocorrerá na Coordenação Regional de Ensino de Planaltina. No dia 2 de setembro, a oficina será na Casa do Cantador, em Ceilândia. O último encontro acontece no dia 16 de setembro em São Sebastião, na Casa Frida. As reuniões ocorrem sempre de 9h às 18h. Durante os eventos, serão disponibilizados computadores com acesso à internet para que todo o processo seja feito em tempo real.

 

Podem participar do edital pessoas jurídicas sem fins lucrativos que desenvolvem e articulam atividades culturais nas regiões administrativas do DF.

 

Pontos e Pontões de Cultura

 

Pontos de cultura são grupos, coletivos e entidades que desenvolvem atividades culturais em suas comunidades e em redes, reconhecidos e certificados pelo Ministério da Cultura por meio dos instrumentos da Política Nacional de Cultura Viva. Os pontos funcionam como locais de recepção e disseminação de iniciativas culturais, e não possuem um modelo único de atividades, nem de instalações físicas.

 

Já o Pontão, além de receber as atividades culturais, também deve funcionar como um articulador de um conjunto de outros pontos ou iniciativas culturais. O objetivo é desenvolver ações de mobilização, formação, mediação e articulação de uma determinada rede de pontos de cultura e demais iniciativas culturais, seja em âmbito territorial ou em um recorte temático/identitário.

 

Os 22 projetos selecionados pelo edital para ponto de cultura receberão R$ 85 mil cada um, e para o Pontão, R$ 325.209,40. Para concorrer, é preciso que a entidade comprove sua existência e o desenvolvimento de atividades culturais no Distrito Federal há, no mínimo, três anos. Atualmente, existe cerca de 40 pontos de cultura certificados e outros autodeclarados, que ainda serão mapeados pelo governo de Brasília. A população do DF conta ainda com cinco pontões de cultura, um deles gerido pela Secretaria de Cultura, o da Casa do Cantador. 

 

Oficinas sobre edital da Rede de Pontos e Pontões de Cultura do DF

 

19 de agosto (sábado)

Plano Piloto
Das 9 às 18 horas
Museu Nacional
Conjunto Cultural da República, Eixo Monumental, Setor Cultural Sul, próximo à Rodoviária do Plano Piloto
 

26 de agosto (sábado)

Planaltina
Das 9 às 18 horas
Coordenação Regional de Ensino de Planaltina
Setor Educacional, Lotes C/D
 

2 de setembro (sábado)

Ceilândia
Das 9 às 18 horas
Casa do Cantador
Quadra 32,  Área Especial G
 

16 de setembro (sábado)

São Sebastião
Das 9 às 18 horas
Casa Frida
Rua 30, Casa 121, Vila Nova 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.