PM detém dois suspeitos de terem atirado em policial civil no Guará

O policial foi baleado durante troca de tiros na QE 38 do Guará II, quando estava de folga em casa. Um homem de 25 anos foi preso e um adolescente, de 17, foi apreendido

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/08/2017 13:50 / atualizado em 16/08/2017 15:01

Reprodução

Dois suspeitos pela tentativa de homicídio de um policial civil, morador do Guará 2, foram localizados pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) na madrugada desta quarta-feira (16/8). De acordo com a corporação, a ação ocorreu após a equipe receber informações sobre duas pessoas em atitude suspeita em um Gran Siena, na 407 Sul. O policial de 35 anos foi baleado por volta das 18h30 dessa terça-feira (15/8), após troca de tiros com os criminosos na QE 38.

 

Após abordagem, na via L4 Sul, os policiais verificaram que um rapaz de 25 anos e adolescente de 17, eram suspeitos do crime e foram conduzidos à 4ª DP (Guará II). O jovem foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio e o menor,  encaminhado à Delegacia da Criança e do Adolescente.

 

Leia mais notícias em Cidades

 

Troca de tiros

 

Segundo a Polícia Civil, dois homens passavam armados em uma moto, na tarde de ontem, para supostamente matar um desafeto. O filho do policial teria visto a ação e avisado ao pai, que estava de folga em casa. Pablo Aguiar, que é delegado-chefe da 27ª Delegacia de Polícia (Recanto das Emas), onde o policial está lotado há cerca de sete anos, afirmou que, ao identificar os suspeitos, o agente deu voz de prisão, quando os bandidos reagiram.

 

Na troca de tiros, a vítima foi atingida no tórax. Assim que soube, o delegado foi ao hospital visitar o colega. "Ele estava só de bermuda e chinelos e mesmo assim não pensou duas vezes, pois temia que algo de ruim acontecesse. Ele nasceu de novo pois pegou muito próximo ao coração", comenta.

 

O agente foi socorrido e encaminhado ao Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) e seu estado de saúde é considerado estável. Um áudio descreve o momento em que o policial pede ajuda à corporação e conta que foi atingido por um tiro. Em um vídeo, ele aparece dizendo que está tudo bem e descreve que a bala entrou e saiu e que se encontra realizando exames de rotina.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.