Motoristas enfrentam trânsito intenso na EPTG após rompimento de adutora

As complicações no tráfego ainda são reflexo do rompimento da adutora de grande porte que provocou danos na pista e nas casas de moradores

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/08/2017 07:03 / atualizado em 18/08/2017 11:36

Os motoristas que seguem pela Estrada Parque Taguatinga-Guará (EPTG), na manhã desta sexta-feira (18/8), encontram o trânsito muito intenso desde às 6h30. As complicações no tráfego ainda são reflexo do rompimento da adutora de grande porte volta das 5h40 dessa quinta-feira (17/8) e alagou a marginal da via. 
 

Nas primeiras horas da manhã de hoje, o trânsito na marginal, na altura do viaduto Israel Pinheiro, ainda estava bloqueado para os veículos que vinham da via expressa. O trânsito fluia apenas sobre o viaduto. Pouco depois das 6h20, o trânsito no local foi liberado, mas segue interditado no ponto onde está a obra da adutora, o que provocou acúmulo de carros na saída de Águas Claras. Para quem tenta acessar a Estrada Parque Vicente Pires (EPVP) há apenas duas faixas livres, mas o tráfego por essa via não é tão complicado, já que é contrafluxo.

Os técnicos da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) finalizaram, às 16h30 de ontem, o reparo. Estavam previstos "testes de carga" nas horas seguintes à finalização da obra, para que os técnicos verificassem se não havia novos vazamentos. Por causa do problema, durante todo o dia, na altura do viaduto Israel Pinheiro, o trânsito ficou congestionado nas vias de acesso ao Plano Piloto e a Águas Claras. 

O DER afirmou que todo o material para fazer a cobertura, a compactação e a colocação de asfalto devem estar prontos para que, a partir das 9h de hoje, seja executada a parte final da obra e liberação total do trânsito.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.