Acidente com ônibus deixa pelo menos 29 feridos, alguns com fraturas

O acidente foi na altura da quadra 26 do Park Way, e rodovia ficou bloqueada para o socorro por duas horas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 30/08/2017 09:22 / atualizado em 30/08/2017 17:16

Whatsapp/Reprodução

 

A colisão entre um ônibus e um carro de passeio deixou 29 pessoas feridas na manhã desta quarta-feira (30/8), na altura da quadra 26 do Park Way. Homens do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) fizeram o atendimento conjunto. 

 

De acordo com o Samu, oito pessoas atendidas presentevam ferimentos mais graves, como fraturas na perna e na costela. O acidente aconteceu por volta das 8h, na Estrada Parque Indústria e Abastecimento (Epia Sul), sentido Plano Piloto. O veículo vinha de Cidade Ocidental (GO).

 

Leia mais notícas em Cidades

 

Os feridos foram encaminhados para diferentes hospitais. Durante a tarde, a Secretaria de Saúde informou que foi feito o registro de 16 pacientes, que deram entrada no Hospital de Base (HBDF), no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) e no Hospital Regional do Gama (HRG). "Todos apresentando ferimentos leves e a maioria já em alta hospitalar", dizia a nota da pasta.

 

Segundo informações de passageiros, o ônibus, da empresa UTB, teria sido fechado por um carro de passeio, perdido o controle e parado no acostamento. Os socorristas fazem a avaliação dos casos mais graves para encaminhar para o Hospital de Base de Brasília. Outras, para o Hospital Regional de Santa Maria. Eles estenderam várias lonas no chão para fazer a triagem das vítimas e as classificaram como verde, amarela e vermelha. Ninguém ficou preso às ferragens. 

 

Interdição da rodovia

A colisão foi na faixa da direita. O ônibus bateu na traseira de um HB 20, perdeu o controle, bateu em um outdoor e parou no canteiro central. Por pouco não caiu dentro de uma vala de escoamento de água da chuva. 

 

A marginal da Epia foi interditada na altura do Catetinho e foi liberada 2h depois do acidente. O espaço foi utilizado pela viaturas para prestar socorro às vítimas. No momento da perícia, três faixas chegaram a ser interditada rapidamente.

 

Segundo o agente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Márcio Bessa a condutora do HB20 estava com habilitação vencida desde 2013. Ao Correio, ela disse que a culpa pela colisão foi do condutor do ônibus. "Estava na pista da direita e o ônibus veio perdendo o controle e bateu na traseira", disse Ana Cristina Cardoso, 28 anos.  

 

Já o condutor do ônibus, responsabilizou a mulher pelo acidente. "Fui fazer a ultrapassagem da direita para a esquerda, voltei para a direita e ela fez o mesmo movimento, mas freou bruscamente na minha frente. Não tive como parar ", afirmou José Sebastião.  

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Marinoni
Marinoni - 30 de Agosto às 15:56
UTB, é a empresa de ônibus que mais se envolve em acidentes de trânsito, devido à alta velocidade que trafegam.
 
Rodrigo
Rodrigo - 30 de Agosto às 10:50
Esses motoristas da UTB são uns malucos, eu não tenho coragem de andar com eles, so andam correndo e fazendo ultrapassagens no meio do transito naquela correria toda e ainda quando acontece alguma coisa sempre colocam a culpa nos outros.