Mulher esfaqueada pelo marido em São Sebastião está em estado grave

Ela tinha obtido uma medida protetiva contra o homem há um mês, por ameaça. Ela segue internada no Hospital de Base e o filho de 8 meses, que também foi atingido, passa bem

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 31/08/2017 19:20 / atualizado em 01/09/2017 12:03

Júlia Campos/Esp. CB/D.A. Press

A mulher esfaqueada pelo marido na última terça-feira (29/8), em São Sebastião, tinha medida protetiva contra ele há, pelo menos, um mês. A vítima, de 24 anos, havia registrado ocorrência por ameaça e o juiz concedeu a proteção. De acordo com o delegado responsável pelo caso, Ronney Matsui, os dois são primos, estavam juntos há sete anos e tinham um relacionamento conturbado, com idas e vindas. Na tarde de quarta-feira (30/8), uma equipe da 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião) fez buscas com aeronave na mata próxima ao Vila do Boa, onde ocorreu o crime, mas não encontrou o acusado, que segue foragido. O filho de 8 meses do casal também foi ferido.
De acordo com a Polícia Civil, por volta das 18h de terça-feira, a mulher estava com o filho de 7 anos e outro, de 8 meses, em uma lanchonete na Vila do Boa. De repente, o homem entrou no estabelecimento embriagado e tentou pegar o bebê à força. Ele estava nos braços da mãe. Como ela não entregou a criança, o homem tirou uma faca da cintura e começou esfaquear a mulher. Mesmo com ela caída no chão, continuou a desferir golpes.

Ao ver a cena, algumas pessoas intervieram e o acusado fugiu. Ela levou, pelo menos, oito facadas e está internada em estado grave no Hospital de Base, porém estável. Devido às lesões, precisou passar por um procedimento cirúrgico e não tem previsão de alta. Ao prestar socorro às vítimas, o dono da loja percebeu que uma das facadas atingiu as costas do bebê. Levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Sebastião, constatou-se que o ferimento não atingiu nenhum órgão interno da criança. Ele passa bem. O casal tem quatro filhos, dois moram no Distrito Federal e dois em outra unidade da Federação.  

Segundo o delegado Matsui, acusado tem personalidade violenta “Ele tem três ocorrências registradas que envolvem outras pessoas. Uma foi briga com os irmãos, outra, com o primo, situação em que ele também esfaqueou e mais uma de briga com arma branca com um desconhecido. O que consta é que ele bebe muito e arruma muita confusão ”, informa.

O suspeito deve responder por duas tentativas de homicídio, sendo que uma delas tem a qualificadora de feminicídio. Se condenado, pode pegar de 12 a 30 anos de prisão. 
 
 
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.