Setembro começa sem previsão de chuva: umidade deve chegar a 15% hoje

Na primeira sexta-feira do ano, a temperatura pode chegar a 30ºC, mas o final de semana promete dias menos quentes e secos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/09/2017 07:19 / atualizado em 01/09/2017 08:56

 Ed Alves/CB/D.A Press
Setembro começou, mas os brasilienses devem continuar a abusar do protetor solar e beber muita água, pois não há sinal de chuva para os próximos dias. Mesmo tendo saído do estado de alerta que permaneceu nos últimos dois dias, o Distrito Federal ainda enfrenta baixa umidade, com massa de ar seca predominando a região, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A umidade para a primeira sexta-feira do mês será entre 55% e 15% e os ventos de fracos a moderados. 

 

Leia mais notícias em Cidades 

 

As madrugadas já não são mais geladas como no começo do mês de agosto. De acordo com a meteorologia, a temperatura mínima desta sexta-feira (1°/9) foi de 19ºC. A máxima para hoje é de 30ºC, com céu quase sem nuvens. 

 

Os próximos dias terão, no entanto, um pouco de alívio do calor. Sábado e domingo prometem uma queda na temperatura que vai variar de 16°C a 28ºC. Mas o tempo seco segue castigando a população, com umidade entre 25 e 20%.

 

Nesta primeira quinzena de setembro, o Inmet não prevê chuva na capital que já está no 102º dia sem precipitações. Ao menos nos próximos 15 dias é fundamental seguir as dicas da Defesa Civil do Distrito Federal e evitar complicações de saúde: 

 

» Aumentar a ingestão diária de líquidos, mesmo se não tiver sede;

 

» Evitar os banhos prolongados com água quente e o uso excessivo de sabonete;

  

» Evitar o uso de aparelhos de ar-condicionado, pois eles retiram ainda mais a umidade do ambiente;

 

» Usar roupas leves e de cores claras, além de proteção solar;

 

» Fazer refeições leves, incluindo frutas e verduras sempre que possível;

 

» Suspender exercícios físicos e atividades que atinjam grande esforço no período das 10h às 17h, ao ar livre;

  

» Sempre que possível permanecer em locais protegidos do sol em áreas com vegetação;

 

» Recomendar a suspensão de atividades que exijam aglomerações de pessoas em ambientes fechados, entre 10h e 17h;

 

» Usar umidificador, ou colocar toalhas molhadas e bacias com água nos quartos durante todo o dia. Isso ajuda a manter o ambiente úmido;

 

» As crianças e os idosos são os que mais sofrem com a baixa umidade, pois as crianças estão com o organismo em formação, enquanto que os idosos são mais sensíveis a mudanças bruscas de ambiente. No entanto, o mal-estar causado pela baixa umidade pode ocorrer com pessoas de qualquer faixa etária.

 

Fonte: Defesa Civil do Distrito Federal

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.