Após apresentar melhora, Roriz recebe alta e se recupera em casa

Devido a complicações do diabetes, o ex-governador teve parte da perna direita amputada na última semana

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/09/2017 12:18 / atualizado em 04/09/2017 17:25

Nehil Hamilton/CB/D.A Press

O ex-governador Joaquim Roriz recebeu alta médica e deixou o Hospital do Coração do Brasil, na Asa Sul, na tarde desta segunda-feira (4/9). O ex-governador do Distrito Federal ainda foi submetido a uma sessão de hemodiálise antes de deixar a unidade de saúde e, agora, se recupera em casa. Devido a complicações do diabetes, Roriz teve a perna amputada na quarta-feira (30/9).

 

Leia mais notícias em Cidades

 

Após a recuperação da cirurgia, Roriz deve ser submetido a um processo de reabilitação, com ajuda de um fisioterapia, para o implante de uma prótese. Sem sangramentos — o que é considerado essencial para cicatrização — e se alimentando, Roriz tem passado bem desde que deixou a UTI. Por ter passado por duas cirurgias em um intervalo de tempo curto, a  preocupação era que a recuperação ficasse comprometida. Há uma semana, Roriz amputou dois dedos por complicação da circulação sanguínea, decorrente do diabetes. Na quarta-feira passada, retornou para o centro cirúrgico para ampliar o procedimento e retirou parte da perna direita. Há mais de uma década, o político goiano que fez história no DF tem a saúde delicada.

 

Doente renal crônico há mais de uma década, Roriz tem de se submeter a sessões diárias de hemodiálise para filtrar o sangue. Em 2014, chegou a entrar na fila para o transplante de rim, mas não pôde ser submetido à cirurgia porque não tinha condições de saúde para fazer o procedimento. Em 2015, ele passou mal em casa e, por causa da isquemia cardíaca, foi submetido a um cateterismo. Além disso, cinco anos atrás, teve de implantar três pontes de safena.

 

Carreira política

 

Roriz é o governador que por mais tempo chefiou o Palácio do Buriti: 14 anos em quatro mandatos não consecutivos. Ele mantém uma vida reclusa desde as eleições de 2010, quando teve de sair do páreo e colocar a mulher, Weslian, em seu lugar, por causa da Lei da Ficha Limpa. A ex-primeira-dama ainda conseguiu levar a disputa para o segundo turno, mas acabou derrotada por Agnelo Queiroz. Joaquim Roriz não participa de eventos públicos desde 2015, quando recebeu o título de Cidadão Honorário de Brasília.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.
 
Lucia
Lucia - 06 de Setembro às 15:55
VASO RUIM NÃO QUEBRA MESMO.